Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

50 anos de Dia da Terra – como a igreja pode celebrar?

Por Phelipe Reis

22 de abril é o Dia da Terra, data comemorativa que surgiu no Estados Unidos em 1970 como resposta ao contexto de crise ambiental. Uma vasta programação de atividades on-line está sendo planejada em todo o mundo para este ano, quando a data chega ao seu 50º aniversário.

O Dia da Terra é promovido pela Earth Day Network. No meio cristão evangélico internacional, a rede Lausanne / WEA Creation Care Network (LWCCN) está convidando igrejas evangélicas a se envolverem na comemoração. A rede LWCCN tem o objetivo de sensibilizar a igreja global para o cuidado com a criação e é formada por Care of Creation, A Rocha Internacional e Aliança Evangélica Internacional.

Para a LWCCN, o Dia da Terra é um momento para a Igreja celebrar a criação como um bom presente de Deus, promover ações para restaurar parte da criação e se conectar com pessoas que, preocupadas com o que Deus criou, amam o que ele ama.

No Brasil, a campanha Renovar Nosso Mundo convida a igreja evangélica a participar das comemorações. A princípio, as atividades incentivavam a realização de cultos, momentos de oração e estudos bíblicos presenciais voltados para o tema da criação, bem como iniciativas de limpeza de igrejas. Mas, em virtude do isolamento social requerido por causa da pandemia do coronavírus, todas as atividades acontecerão de forma on-line.

Como comemorar o Dia da Terra
As ações se dividem em quatro eixos de atuação: falar, agir, votar e educar. O primeiro, estimula as pessoas a exercitarem o direito de expressar-se, promover e defender suas ideias, por meio de publicações nas redes sociais, por exemplo, marcando com a hashtag #EarthDay2020. O segundo, incentiva todos a se conectarem ao Dia da Terra pelas mídias sociais (@earthdaynetwork), dia 22 de abril, quando serão lançadas 24 ações para serem realizadas em qualquer lugar; será uma ação a cada hora em defesa do planeta, durante todo o dia.

As ações de celebração do Dia da Terra também visam incidir na esfera política. Em 2020, mais de 65 países devem realizar eleições. É importante tornar conhecidas aos candidatos as demandas em defesa do planeta. Em lugares que não terão eleições, as pessoas podem exigir mudanças com ações cívicas, com ligações para seus representantes e tuite para seus formuladores de políticas.

Vários músicos, artistas, cientistas e formadores de opinião usarão as plataformas digitais para compartilhar experiência, conhecimentos e lições durante 24 horas, no Dia da Terra. Os organizadores também incentivam qualquer pessoa que quiser, a promover uma conversa online com amigos, família, colegas de trabalho, vizinhos etc. para compartilhar ações de enfrentamento à crise global das mudanças climáticas.

No site de A Rocha International e de Renovar Nosso Mundo você encontrar artigos, atividades infantis, música, poesias, orações, sermões, materiais em pequenos grupos, e muito mais.

Confira aqui todos os detalhes e as atividades propostas para celebração do Dia da Terra.

O Dia da Terra, a pandemia do coronavírus e as mudanças climáticas
Em 2020, o Dia da Terra tem como tema a ação climática. Segundo os organizadores Earth Day Network, “a mudança climática representa o maior desafio para o futuro da humanidade e os sistemas de suporte à vida que tornam nosso mundo habitável”. Em meio à pandemia do novo coronavírus, as atividades sugeridas apontam para a relação entre a saúde humana e a saúde planetária.

“No Dia da Terra, 22 de abril de 2020, temos duas crises: uma é a pandemia de coronavírus Covid-19. O outro é um desastre de construção lenta para o nosso clima. Podemos, queremos e devemos resolver os dois desafios. O mundo não estava preparado para o novo coronavírus. Mas ainda temos tempo para nos preparar – em todas as partes do mundo – para a crise climática. A pandemia de coronavírus não nos desliga. Em vez disso, ela nos lembra o que está em jogo em nossa luta pelo planeta. Se não exigirmos mudanças para transformar nosso planeta e enfrentar nossa crise climática, nosso estado atual se tornará o novo normal – um mundo em que pandemias e eventos climáticos extremos abrangem o mundo, deixando as comunidades já marginalizadas e vulneráveis ainda mais em risco”, descreve o texto da campanha.

Mais sobre o Dia da Terra
Em 22 de abril de 1970, 20 milhões de americanos – 10% da população dos EUA na época – foram às ruas, campus universitários e centenas de cidades para protestar contra a ignorância ambiental e exigir um novo caminho a seguir para o nosso planeta. A data ficou marcada como o primeiro Dia da Terra, reconhecida como o maior evento cívico do planeta e representando o lançamento do movimento ambiental moderno.

Leia mais:
» O gemido da criação e a missão da igreja
» Assim na Terra como no Céu, Editora Ultimato
É natural do Amazonas, casado com Luíze e pai da Elis e do Joaquim. Graduado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e mestre em Missiologia no Centro Evangélico de Missões (CEM). É missionário e colaborador do Portal Ultimato.
  • Textos publicados: 74 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.