Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Os clássicos não envelhecem

A ABU Editora e a Editora Ultimato revigoraram um dos maiores clássicos da reflexão evangélica contemporânea: A Morte da Razão, de Francis Schaeffer. O livro, que está entre os oito clássicos da editora que detém os direitos da obra, a IVP (InterVarsity Press), agora tem uma nova capa e passou uma revisão gramatical.

O livro escrito há quatro décadas ainda é atualíssimo, já que um dos seus méritos é o olhar panorâmico sobre os caminhos (ou seriam emboscadas?) filosóficos da história do pensamento ocidental, e a resposta cristã para tal.
Mesmo com todas as conquistas obtidas em vários níveis sociais e tecnológicos nestes últimos decênios, não houve nenhum avanço na resolução do “mal estar” do homem com relação ao mundo, para consigo mesmo e para com a eternidade. As “respostas” atuais são tão diversificadas quanto frágeis, sob o ponto de vista intelectual: os velhos “ismos”, como o misticismo, hedonismo, materialismo, niilismo entre outros, são rapidamente renovados e apresentados como “novas propostas”. Nem o cristianismo se salva desse cardápio requentado.

A preocupação de Schaeffer não era somente intelectual. Ele queria comunicar a verdade imutável a um mundo em mudança.

Que tal, então, olhar novamente para trás e descobrir onde erramos? Que tal repensar nossa forma de pensar e encontrar o fio de meada? Que tal enfrentarmos nossa responsabilidade de comunicar o Evangelho a nossa geração?

Para não repetirmos os erros e para encontrarmos respostas para hoje, A Morte da Razão é uma companhia indispensável.

Sobre o autor
Francis A. Schaeffer (1912-1984) foi um dos pensadores cristãos mais influentes do século 20. Fundou a comunidade L’Abri na Suíça, ministério de alcance internacional, e escreveu diversos livros, entre eles “O Deus que Intervém” e A Arte e a Bíblia, com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

O livro em frases

A responsabilidade da Igreja Cristã não é apenas professar os princípios básicos da fé cristã, à luz das Escrituras; sua tarefa é comunicar essas verdades imutáveis à geração em que se situa.

***
Onde encontrar a unidade, depois de se conceder plena liberdade à diversidade? Se unidade e diversidade são libertadas, de que modo conservá-las em um todo uno?

***
Com base nas Escrituras, embora não tenhamos conhecimento completo, alcançamos conhecimento verdadeiro e unificado.

***
Não podemos tratar as pessoas como seres humanos, não podemos vê-las no alto nível da verdadeira humanidade, a menos que conheçamos realmente a sua origem – quem elas são. Deus diz ao homem quem o homem é. Deus nos declara que criou o homem à Sua própria imagem. Portanto, o ser humano é algo maravilhoso.

***
Há pessoas que buscam, hoje, apegar-se à dignidade do homem, mas não têm base conveniente em que se fundamentar, pois perderam a verdade de que o homem foi feito à imagem de Deus.

***
Cristo morreu pelo homem que tinha uma culpa moral verdadeira, pelo fato de o próprio homem ter feito uma escolha real e verdadeira.

***
Deus criou tudo, e do nada. Logo, todas as coisas são finitas, criaturas. Ele, e somente Ele, é o Criador infinito.

***
Deus criou o homem no seu todo, e o homem todo é importante.

***
Não existe nada autônomo – nada à parte do soberano senhorio de Jesus Cristo e da autoridade das Escrituras.

Leia também
Ver para crer ou crer para ver?  
Crer é também pensar  
A Arte e a Bíblia 
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1008 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.