Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

C. S. Lewis e Richard Dawkins: o mais relutante dos convertidos e o ateu-celebridade

Como Lewis e Dawkins nos ajudam a pensar sobre o sentido da vida, a fé e a existência de Deus?

O ateu-celebridade Richard Dawkins é biólogo – espécie de divindade da ciência para alguns – e velho conhecido de Alister McGrath. C. S. Lewis é, talvez, o biografado por McGrath mais ilustre.

Escritores talentosos, Dawkins e Lewis lideravam os acadêmicos de Oxford em seus dias, com uma invejável capacidade de comunicação e de facilitar a compreensão de ideias difíceis.

Alister McGrath, também professor em Oxford e um dos mais influentes teólogos e cientistas cristãos da atualidade, reúne em C. S. Lewis, Richard Dawkins e o Sentido da Vida, algumas das questões que sempre fascinaram a humanidade. E faz isso comparando e contrastando as ideias de ambos.

Como encontrar a verdade? Por que existe o mal e o sofrimento? Para McGrath, tais perguntas podem ser tratadas como se fossem científicas, mas não são. E ele cita, entre outros, Albert Einstein:
O método científico não pode nos ensinar nada além de como os fatos estão relacionados um ao outro e condicionados um pelo outro […] o conhecimento do que é não abre diretamente a porta para o que deveria ser.

Enquanto Richard Dawkins espera uma explicação e justificativas das nossas crenças pelas ciências naturais, para Lewis, a nossa preocupação não se limita ao que as ciências naturais podem revelar: “a razão é o órgão natural da verdade, mas a imaginação é o órgão do significado”.

Para Dawkins, “não há nada além deste mundo, e precisamos enfrentar essa verdade sombria sobre o universo sem propósito e nos acostumar com ela. Para o autor de O Regresso do Peregrino e Surpreendido Pela Alegria, “a narrativa cristã nos permite unir a funcionalidade e o significado do universo”.

Como Lewis e Dawkins podem nos ajudar a pensar sobre o sentido último da vida, sobre o nosso lugar e propósito no universo ou sobre a fé e a existência de Deus? É exatamente o que Alister McGrath apresenta, de maneira breve e fácil de ler em Em C. S. Lewis, Richard Dawkins e o Sentido da Vida.
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1175 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.