Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

A fé agora é risco de vida

Por Marcos Bontempo

Não. Não é de hoje que a fé é risco de vida.

Mas, os números da edição 2020 da Lista Mundial de Perseguição (Portas Abertas) não deixa dúvidas:

Oito cristãos foram mortos por dia, 182 igrejas ou edifícios cristãos foram atacados por semana e 309 cristãos foram presos injustamente por mês. Um total de 260 milhões de cristãos perseguidos ou mortos – 15 milhões a mais que a lista de 2019.


Difícil imaginar como cristãos nesse contexto leem “Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem” (Mt 5.44), ou ainda “Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis” (Rm 12.14).

Como combinam as bem-aventuranças, tais como: “Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós” (Mt 5.11); com outras palavras solenes de Jesus sobre o futuro: “...Lançarão mão de vós e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome” (Lc 21.12).

São cristãos marcados para morrer. Fácil, talvez, seja esquecer que são irmãos nossos. Alguns, conhecemos de perto, conversamos com eles. E o texto desafiador para os que não estão na “lista” – sugerido pela organização Portas Abertas – é Hebreus 13.3: “Lembrem-se dos que estão na prisão, como se vocês mesmos estivessem presos. Lembrem-se dos que são maltratados, como se sofressem os maus-tratos em seu próprio corpo”.

Quem sabe a apreensão e até histeria que tomou conta das redes sociais no Brasil, a partir dos acontecimentos recentes no Iraque e Irã, bem como a mobilização internacional pró-Estados Unidos e pró-Irã, podem nos ajudar a melhorar nossas orações por aqueles que, de fato, são perseguidos por sua fé?

O que é preocupação egoísta e o que é compaixão pelos que sofrem? O que é apenas ódio e o que é indignação frente a iniquidade e a injustiça? Yousaf Sadiq, do Paquistão, tem algumas sugestões de como devemos responder à perseguição dos cristãos.

“Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2 Tm 3.12).
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 191 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.