Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Artigo publicado em resposta a Morreu minha mãe

Morreram mais mutuenses...

Tratei, há pouco, de u´a morte em Mutum/MG, e, u´a semana depois, trato das de dois! Espero terminar essa série, ao tratar dessas mortes, sobretudo esperando que assassinatos em série – sério! – tenha seu final!! Explicarei!!!

1- Precedentes: § A família de meu avô paterno – Cruz –, tem o apelido de “Maria”, como outras famílias da região têm apelido – há u´a família Cardoso que é “Quitito”, e u´a Teixeira, vulgo “Izá” –. Mas, no caso da minha família e dos Teixeira, a partir de algumas gerações, o sobrenome-apelido foi parar na certidão de nascimento. Meu avô paterno – José da Cruz Dias – era apelidado de “Zeca Maria”, e toda a família dele e de irmãos dele era chamada de "os ´Maria´”. No 2º casamento do vovô, que teve um quarteto de filhos, meu pai sendo o ultimogênito, o sobrenome Cruz foi substituído por “Maria”. Por isso, meu pai foi registrado Ademar Maria de Medeiros. § "Os ´Maria´”, infelizmente, tiveram como seus membros alguns valentões e matadores. Ainda bem que isso tinha ficado no passado. Mas, há cerca de 5 anos, a matança recomeçou na família – e, de certa forma pior, pois, já que todo assassinato é negativo, dessa vez começou parentes matando parentes; e pior: inocentes entraram na lista dos mortos. Na 1ª leva, levaram o neto de um tio e um filho, este da Assembléia de Deus; outro primo marcado para morrer, além desse sobrinho, precisou de ir para Belo Horizonte para salvar-se da conseqüência do tiro. § Em maio deste ano, o neto de outro tio e o pai do parente matador morrera enquanto estavam no trator daquele, que deixara a Fiat e voltara para a roça, melhorando os negócios da família.

2- Sequentes: § Antes de u´a semana da morte da mãe, o primo que se safara dos primeiros disparos e seu irmão mais velho eram alvos, mas os alvejados foi o Dc. João Batista Maria de Medeiros, também assembleiano, e seu irmão, outro meu primo, que tinha o nome completo e o apelido de meu pai – Ademar Maria de Medeiros, “Puri”! – O diácono estivera no velório e ofício fúnebre de mãe, e pode ser que ele tenha ouvido eu falar que dos que ali estavam tinha u´a “fila”, e que morreriam, não necessariamente os mais velhos e mais doentes. § “Puri” – parece-me ter sido registrado (certamente, por confusão do cartório!) como Admar!!! – tinha duas padarias, 15 imóveis e comprara u´a fazenda em Mutum/MG. Na sexta-feira p.p., ele iria chegar a Mutum/MG para comprar mais u´a fazenda. Mas, alguém da família lhe pediu para chegar um dia antes, pois outro negócio aparecera. Eis que a pessoa que chegou para matar dois de seus irmãos, matou-o, bem como o Dc. João Batista. § Eu que não tenho podido ir para o enterro de todos os parentes – pois são muitíssimos! – pensei em ir aos desses 2 primos, para começar a dar u´a palavra pró-paz!! –. Só não fui por quê o enterro foi mais cedo do que eu pensava que seria!!!

3- Consequentes: § O Portal Mutum colocou u´a reportagem sobre esses falecimentos! O texto bateu todos os recordes, acima de 6 vezes aquele que estivera no topo até então!! Assim como alguma cousa respinga noutra, ou um boteco perto de um grande supermercado acaba se favorecendo, meu texto (um deles – ou minha coluna ou meu texto para o espaço do leitor... –) acabou aumentando de leitores!!! – ou foi por quê alguém que abriu para ver sobre o brutal assassinato olhou tudo que estava indicado, ou, mesmo, parentes, vendo lá minha foto (para lá conseguir mandar a foto! Não é que, para aqui, estou escondendo minha face!!!) e meu nome resolveram me acessar. § Mandei um texto para o supracitado Portal! Pedi ao diretor-editor para dar um tempo, pois, mesmo querendo lançar u´a disposição para a paz – num texto bem pacifico! – não sei se ser além de pacífico, passivo tem-se de ser, também!! Quiçá o silêncio no momento seja o melhor movimento!!! § Peço que ore para os cônjuges e filhos ou lares, e familiares enlutados! E para o que os parentes devem fazer!! Estou disposto a trabalhar na pacificação disso... mas, como fazê-lo?!!!...

Minha mãe mutuense não era, mas era como se o fosse, pois viveu muito em dois períodos em Mutum. Mas, os dois primos eram mutuenses, embora um já estivesse fora! Mas, o que importa, agora, é pacificação!! Expliquei?!!!

(Tripas/tri-Paz - 547 / artigo 118).
Governador Valadares - MG
Textos publicados: 126 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta