Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

50 anos. Copo meio cheio ou meio vazio?

Chegou a minha vez. Sim, nada mais democrático que o tempo que a todos envolve. Esse tempo que não domamos. Esse ser que não tocamos. Esse alguém que simplesmente vem e passa por nós. Sem pedir licença. Sem pedir desculpas. Sem dá explicações. Inflexível. Implacável. Está acima de todos e de tudo. Era passado, fez-se presente e já é futuro.

Por que o tempo passa? Mas se não passasse não seria tempo! Seria um contratempo?

Por que não o contrário? Nasceríamos velhos, e com o tempo, ficaríamos crianças, pequeninos, inocentes e morreríamos bebê, sem nada saber…

Sim, esse companheiro de todas as horas parece voar, como o vento, como o pensamento.
E leva com ele, um pouco de nós, a cada momento.

Alguém já disse que começamos a morrer no segundo seguinte em que nascemos. Que paradoxo.
Que dicotomia. Que ironia. Vir e partir. Nascer e perecer.

Chego aos 50 anos. E a pergunta em mim reluziu:
o copo está meio cheio ou meio vazio?
Foram 50 anos plenamente vividos ou um ano vivido 50 vezes?
Vivi ou simplesmente existi?

Ah...Meio século de vida. Quantas dúvidas. Quantas inquietações…
Andei pelos caminhos retos ou tomei atalhos? Usei os talentos recebidos? Caminhei a segunda milha? Sorri e chorei nos momentos certos? Abracei o perdido? Sonhei o suficiente? Adiei o desnecessário? Parei ao sinal vermelho? Tentei quantas vezes foi preciso? Combati o bom combate? Escrevi um livro? Socorri e ouvi o amigo na noite escura? Percebi a dor do outro? Julguei como deveria ser julgado?
Enxerguei com o coração? Estendi a mão? Pedi perdão? Reparti o pão?

Conseguirei responder a essas perguntas no "segundo tempo da vida"?
Poderei um dia dizer que o copo agora está cheio, transbordante?
E como as torrentes do Neguebe, alcançar os sedentos que, nos áridos campos, anseiam por vida abundante?

Em meio a tudo que me fora proporcionado nesse belo tempo.
Meu coração grato está, mesmo sem nenhum merecimento.
Fui agraciado com uma grande família, uma esposa amada e companheira, filhos queridos, boas amizades. Uma comunidade da fé, um trabalho digno, uma grande nação e tantas oportunidades.

Como um véu que se abre diante de mim descortinando, quem sabe, um novo horizonte, com infinitas possibilidades.
Como um Júlio Verne moderno, espero poder descobrir novas terras navegando por novos mares.

Todavia, sempre olhando para ela. Sabendo que através dela, a cruz, o tempo fora enganado quando a sequência natural dos fatos foi alterada e a morte foi morrida sucumbindo diante da vida.
"E a vida se manifestou, e nós a temos visto…" (1 Jo 1.2)

Nesse "kronos" que agora bate a minha porta, louvo Aquele que transpassa a eternidade.
E toca o infinito e a nossa história, sempre com muita bondade.

Usando cada milésimo de segundo desse tempo que se chama hoje, ao meu Salvador quero engrandecer e fazê-lo conhecido por todos e em todos os cantos com muito alento.
E como um vaso imperfeito, quero ser moldado nas mãos do Oleiro junto com os que amo e que também são visitados por ele, o "velho e inexorável tempo".

E neste novo alvorecer, como o salmista, quero anunciar de voz e de coração:
"Bendirei o Senhor o tempo todo! Os meus lábios sempre o louvarão". Sl 34.1

• Presbítero Tony
Graduado em Liderança
Haggai International
BrasÍlia - DF
Textos publicados: 39 [ver]
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.