Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Carta ao leitor

Quem está em pedaços: você ou a sua Bíblia?

Neste bimestre (maio/junho) estamos comemorando dois eventos de grande valor histórico. O mais remoto é a organização da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, em Londres, em 1804, que completa 200 anos. O mais recente é o Dia D, fato que se deu no dia 6 de junho de 1944, que completa 60 anos. A essas comemorações, Ultimato dedica a reportagem histórica 60º aniversário da “mais difícil e complicada operação militar de todos os tempos” e o artigo “Sola Scriptura”: a centralidade da Bíblia na experiência protestante. Para que o leitor possa visualizar melhor a invasão da Normandia pelos aliados, que pôs fim à Segunda Guerra Mundial, publicamos também o testemunho Sou pacifista não para continuar vivo, mas para não matar, de Henry Bacon, um dos pára-quedistas britânicos que participaram da operação de 1944.

Precisamos levar a Bíblia a sério. O filósofo alemão Immanuel Kant, que morreu há 200 anos, no ano da fundação da primeira sociedade bíblica, disse que “a existência da Bíblia como livro para o povo é o maior benefício que a raça humana já experimentou e todo esforço para depreciá-la é um crime contra a humanidade”.

Nós brasileiros temos um motivo de orgulho: somos o maior produtor mundial de Bíblias. Segundo a Câmara Brasileira do Livro, foram impressos em 2002, no Brasil, 8,6 milhões de Bíblias. Mais da metade (57%) provém do entusiasmo evangélico pelas Sagradas Escrituras. O destaque cabe à Sociedade Bíblica do Brasil, um dos 140 membros das Sociedade Bíblicas Unidas, que são o resultado direto da sociedade bíblica fundada em Londres há 200 anos. Essas sociedades estão presentes em mais de 200 países.

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), fundada no Rio de Janeiro em 1948, possui o maior parque gráfico destinado à impressão e encadernação das Sagradas Escrituras da América Latina, em Barueri, São Paulo, com 6 mil metros quadrados de área e equipamentos de última geração. Tem capacidade para imprimir 900 mil exemplares por mês. De suas instalações saem Bíblias em português, espanhol, inglês, francês, árabe, guarani e até iorubá, idioma falado na África.

Hoje, a Bíblia pode ser lida em 2.303 idiomas. Esse é um fato notável, pois, como afirmou João Calvino, “as Escrituras são como um par de óculos que dissipam a escuridão e nos dão clara visão de Deus”. Vale a pena relembrar Lutero também: “A Bíblia é viva, ela fala comigo; tem pés, corre atrás de mim, tem mãos, ela me sustenta”.

Se a Bíblia do leitor estiver bonita até hoje, mal sinal: “Uma Bíblia caindo aos pedaços geralmente pertence a uma pessoa que não está caindo aos pedaços” (Guia da Bíblia, p. 324)! Renove o seu compromisso de ler cuidadosa e regularmente a Palavra de Deus.

Elben César

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.