Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Cristãos perseguidos

Cristãos do Sudão / Portas AbertasNeste domingo (dia 25/05) acontece uma campanha internacional de oração em favor dos cristãos perseguidos. A Missão Portas Abertas é o principal porta-voz no trabalho de mobilização das igrejas em favor desta causa e em construir “pontes” entre comunidades cristãs. No Brasil, mais de 5 mil igrejas estão cadastradas para participar da campanha.

Na entrevista abaixo, o aecretário geral da Portas Abertas Brasil, Marco Cruz, fala sobre os principais motivos de perseguição e que lições a igreja brasileira pode aprender ao envolver-se com o sofrimento da igreja perseguida.

***

Quais os principais motivos para a perseguição aos cristãos no mundo hoje?

Os principais motivos são governos instáveis e o extremismo religioso, especialmente o islâmico (que foi, inclusive, a maior fonte de perseguição à Igreja em 2013). Dos 50 países listados na Classificação da Perseguição Religiosa – atualizada todos os anos pela Portas Abertas–, 36 deles apresentaram essa tendência, principalmente na África. Seria possível dizer que a Classificação de 2014 mostra que a perseguição aos cristãos está se tornando mais intensa em mais países, espalhando-se pelo continente africano.
Os dez países mais hostis aos cristãos tratam-se de nações que passam por sérios problemas em seu governo: Coreia do Norte, Somália, Síria, Iraque, Afeganistão, Arábia Saudita, Maldivas Paquistão, Irã e Iêmen. Para entender melhor como acontece a perseguição aos cristãos no mundo atual, acesse este link.

Como os cristãos podem participar do DIP?

Para participar, é necessário cadastrar a igreja e uma pessoa como organizadora do evento no site do DIP. A partir desse cadastro, a Portas Abertas disponibiliza uma série de materiais para download na Área do Organizador, como vídeos, dicas, pedidos de oração, roteiros para ajudar na preparação do culto, com sugestões de programação para se ajustar de acordo com o tempo disponível, de 15 minutos a um dia inteiro, material infantil exclusivo e uma peça de teatro.

Ao final, serão distribuídas fichas de engajamento para cada membro da igreja. Através desse cadastro enviaremos gratuitamente mais informações sobre a Portas Abertas junto com um convite para agir em favor da Igreja Perseguida.

Este vídeo que explica o passo a passo. 

É possível se inscrever a qualquer momento até a data do evento (o próximo domingo: 25 de maio). Mas somente os organizadores que se inscreveram até 08/05/2014 receberam o Kit do Organizador impresso.

Que lições a igreja brasileira pode aprender ao envolver-se com o sofrimento da igreja perseguida?

Cristãos perseguidos têm muito a aprender com os cristãos brasileiros, assim como nós temos muito a aprender com eles. É uma relação de edificação mútua. A fé e a perseverança da Igreja Perseguida fortalecem a nossa fé e nos dão coragem para permanecer firme. Assim como nos ensina que podemos abençoá-los também, através da oração e amor como membros da mesma família em Cristo.

É por isso que temos a responsabilidade de ouvir. Pode ser que um encontro com a Igreja Perseguida seja essencial para se viver uma vida cristã equilibrada; há muitas coisas que podemos incorporar em nossa vida espiritual através de um encontro com a Igreja Perseguida.

Como os cristãos perseguidos veem o DIP? Como eles reagem ao saberem desta campanha de oração?

Muitos cristãos que vivem sob perseguição nos relatam que as orações têm sido o sustento que os faz permanecer firmes mesmo em meio a tão forte tribulação, pois Deus os têm consolado, protegido e confortado em diversos momentos críticos por causa da intercessão. Eles entendem que a oração é a maior contribuição que outros cristãos podem oferecer! Quando a Portas Abertas conta a eles que há irmãos brasileiros que se importam com eles, muitos choram de alegria e gratidão. Eles não imaginam que há tantos irmãos no Brasil orando por eles, contribuindo com projetos de ajuda, dedicando tempo no culto para falar sobre eles, divulgar a realidade da Igreja Perseguida e mobilizar mais cristãos nessa causa.

A Portas Abertas é uma missão com um foco bem claro: ajudar a igreja perseguida. O fato de ter um objetivo tão específico é uma vantagem ou uma desvantagem no esforço de mobilização de igrejas e outras missões?

Entendemos que não é nem uma vantagem, nem uma desvantagem. Ao longo dos anos, continuamos a atender a um chamado bíblico que Deus confirmou no coração do fundador da Portas Abertas Internacional, o Irmão André, descrito em Apocalipse 3.2a “Esteja atento! Fortaleça o que resta e que estava para morrer.” (leia sobre a história da Portas Abertas aqui.

É um grande desafio mobilizar e conscientizar a Igreja brasileira em favor da Igreja Perseguida, mas, para nós, é também um privilégio estarmos envolvidos nesse movimento. Participamos das histórias de vida de irmãos ao redor do mundo porque Deus nos deu a honra de servi-los e, por isso, queremos dar essa mesma oportunidade aos cristãos brasileiros: abençoar e ser abençoado pela Igreja Perseguida.

Você acha que a perseguição aos cristãos é maior que a perseguição a outras religiões?

Aqueles que seguem a Cristo enfrentam a oposição de seus governos, sociedades e até parentes em, pelo menos, 60 nações no mundo. Isso faz com que os cristãos sejam o grupo religioso mais perseguido do mundo. Dados como esse são obtidos através do trabalho do Centro de Pesquisas Pew Forum e pela única instituição com acadêmicos dedicados ao estudo da liberdade religiosa dos cristãos, o Instituto Internacional de Liberdade Religiosa (International Institute of Religious Freedom - RIFI), que conta com a atuação de profissionais de diferentes países do mundo.

Entrevista atualizada em 26/05/2014, às 13h22.

Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1263 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.