Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Águas bravias e instigantes

Imagine-se em um barquinho, tranquilo, navegando num rio de águas calmas num fim de semana de férias. Agora visualize-se em um navio grande e pesado, balançando efusivamente, resistindo a ondas bravias de um mar gigantesco. Estas ilustrações talvez descrevam os sentimentos de quem faz jornalismo na internet.

Não há calmaria no “novo universo do jornalismo” -- para a usar a expressão de Ethevaldo Siqueira no ótimo artigo para o Observatório da Imprensa. Imerso em milhares de visualizações, dezenas de comentários e busca por respostas imediatas para problemas diários, nos vemos prontos... para errar. Sim, o risco é grande: parcialidades, falhas de interpretação, manipulação por parte de leitores mal-intencionados etc. Tudo isso está em um jogo que começa de manhã e termina ao final do dia. Facilmente nos esquecemos do que lemos na semana anterior.

Mas em tempos de vozes variadas e diálogos desencontrados, o mar virtual pode até ser questionado, mas “navegá-lo (ainda) é preciso”. A internet é uma imensa arena de opiniões, e quem se furta de adentrá-la pode perder o rumo do raciocínio (ou, pelo menos, pensar com bastante atraso). O desafio é navegar por mares bravios, sem perder a fé, a convicção, sem deixar-se encantar pelo frívolo.

No contexto cristão, infelizmente, não somos tão melhores que os outros. Lemos sem ler, comentamos sem boas intenções, escrevemos com vaidade e orgulho. Há que se buscar sensatez em opiniões tão polarizadas sobre assuntos que envolvem nossa fé cristã. Não é fácil. Nunca foi. Mas talvez esta dificuldade esteja mais escancarada do que nunca. E mais veloz também.

Ultimato está no mar virtual há mais de 15 anos. Também vivemos a angústia diária de discernir os caminhos que devemos seguir. Mas, ao mesmo tempo, nos alegramos em saber que muita gente se beneficia do que publicamos na revista, nos livros e no site. Daí podermos celebrar boas notícias: em julho batemos nosso recorde de audiência no portal: 192.922 visitas em um único mês. Já no Facebook – de forma ainda tímida - ultrapassamos a marca de 40 mil curtidas.

No final das contas, o que queremos - e oramos por isso – é que a Boa Nova que nunca fica velha seja propagada a um maior número de pessoas e em um universo cada vez maior. Sabemos que isso deve ser feito por toda a Igreja de Cristo. Que Deus nos ajude.


Leia também
Engolidos pela Cultura Pop 
Os Cristãos e os Desafios Contemporâneos 
O princípio de Jó e a internet 
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1130 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.