Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Será que eu sou um poeta?

Um dia me aconteceu algo que para mim é inesquecível. Eu estava parado numa praça vendo o movimento e vi um carro parado e percebi que algumas crianças no interior daquele carro me acenavam e tentavam chamar a minha atenção. Pensei que fosse mais uma brincadeira de alguma criança da escola. Mas elas insistiam e também falavam com pessoas que estavam dentro do carro. De repente olhei de novo e elas me acenaram e falaram para alguém dentro do carro: "Olha é ele, olha, é o poeta!". Pela primeira vez eu me senti realmente um poeta, pois, segundo dizem, as crianças não mentem. Fiquei envaidecido e feliz e comecei a me questionar: Será que eu sou um poeta?

Este fato realmente aconteceu e hoje eu estava lembrando e resolvi escrever um pouco sobre esse tema. Os poetas já foram mais famosos, mais queridos, amados e respeitados do que são hoje. Poesia é algo antigo, é uma forma diferente de escrever, de se expressar e devido a essa forma diferente e diferenciada muita gente não entende e por isto não gosta. Às vezes a pessoa fala: eu não gosto de tal coisa e se a gente perguntar a razão a pessoa vai responder: "Não sei, eu só sei que não gosto". Para gostar, a pessoa tem que entender e estudar o referido assunto. Existem coisas que eu não gosto e nem quero gostar e outras que eu gosto cada dia mais - e uma dessas é a poesia. Não vou discorrer aqui sobre a poesia, a arte poética, mas sei que existiram e ainda existem grandes poetas, mas hoje a poesia está em baixa. Ontem eu estive no centro da cidade e passei numa banca para ver as novidades. Vi um livro de um poeta que eu gosto muito e quando perguntei o preço daquele livro à pessoa responsável pela banca eu quase não acreditei. O livro "A rosa do povo" do grande poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade custava 10 reais, Eu obviamente o comprei e depois fiquei pensando como a poesia está desvalorizada hoje. Parece incrível, mas hoje creio que nem 2% das pessoas leem poesias regularmente. Como as coisas mudaram! Como as preferências mudam! Hoje quando aparece um poeta ele é tratado de forma ríspida e muitas vezes é enxovalhado, porque hoje não levam mais o poeta a sério. Hoje os valores mudaram, são novos tempos, a realidade hoje é outra. Mas pode ser que isto seja só uma fase, afinal a poesia nunca vai morrer, até hoje há pessoas que leem e até escrevem poesia. Muita gente ainda lê e admira Fernando Pessoa e outros poetas. A poesia é uma arte milenar, a Bíblia está cheia de poesia, existem 5 livros poéticos na Bíblia, na verdade existem poesias em todos os 66 livros da Bíblia. Eu sempre me perguntei: Será que eu sou um poeta? Diante desta pergunta eu me curvo e prefiro não me responder, pois não me preocupo com a resposta, entendo que a resposta não é com palavras, mas com a prática poética. Poesia é algo divino, embora o homem muitas vezes a use para algo profano. Mas a essência da poesia é divina, a fonte dela é a Bíblia, a Palavra de Deus. Não há palavras para expressar e explicar a essência da poesia. É tão forte que a pessoa após escrever, ler e reler não acredita que efetivamente a escreveu. A sabedoria, o conhecimento, a técnica, a inteligência não são suficientes para criar, ou materializar um poema. Não precisa ter sabedoria, formação acadêmica, cursos e meios práticos. Muitos poetas eram analfabetos, desprovidos de conhecimento literário como é o caso do Patativa do Assaré que é reconhecido como o maior poeta popular do Brasil. Isto só para citar um entre tantos. O que eu sei e posso afirmar é que a prática da poesia é um privilégio e eu espero que com o tempo as pessoas voltem a ler e a se dedicar mais à poesia porque vale a pena fazer parte desse grupo tão seleto que ama e se dedica à poesia. Enquanto isto, seguirei lendo Drummond e outros poetas, escrevendo e lendo a poesia bíblica que é uma fonte de alegria, amor, bênção e inspiração.
Mogi Guaçu - SP
Textos publicados: 557 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.