Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Omissão, ou a missão

"Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente; maldito aquele que retém sua espada do sangue." Jr 48.10

Se, "não temos que lutar contra carne e sangue", outrora, era precisamente essa a luta. Derrotar mediante espada aos réprobos cananeus, cuja medida da iniquidade enchera e transbordara, para usufruir, então, da Terra Prometida. Embora prometida e dada pelo Eterno, Israel foi chamado a conquistá-la em peleja assistido pela Santa Presença.

Omitir-se ao combate quando os demais lutavam era pecado grave, passível de maldição. Nos dias do juízes uma aldeia se omitiu à luta sob liderança de Débora; essa em seu cântico de vitória lembrou deles; "Amaldiçoai a Meroz, diz o anjo do Senhor, acremente amaldiçoai seus moradores; porquanto não vieram ao socorro do Senhor..." Jz 5.23

Interessante linguagem! "Não vieram em socorro do Senhor"; isso funde a Vontade Divina à Sua Pessoa, como se, negligenciar ao Seu querer fosse colocá-lo em perigo. Isso é identificação!

Por que preciso "conquistar" aquilo que O Senhor me dá? O Senhor busca diligência; nos quer partícipes da Sua Obra; então, faz "apenas" o impossível; no que nos é possível requer cooperação. Assim, O Reino nos é dado de graça, uma vez que não merecemos nem podemos pagar pelo ingresso; Cristo pagou tudo sozinho; no entanto, os agraciados são chamados e tomarem suas cruzes, empreenderem esforços para entrar e perseverar.

A Igreja é figurada como "Corpo de Cristo"; isso exclui o individualismo tão em voga no mundo; requer empatia e interação dos membros; "Para que não haja divisão no corpo, antes, tenham os membros igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um padece, todos padecem com ele; se um é honrado, todos se regozijam com ele." 1 Co 12.25-26

Daí, esses ossos gratuitos tipo, "só me dê conselhos quando sua vida for perfeita"; "só dê palpites em minha vida quando pagares minhas contas"; ou, "atire a primeira pedra quem nunca pecou" usados como "defesa" pelos que recusam-se a adotar os valores celestes em seu modo de viver ficam bem em lábios ímpios, de gente egoísta ensimesmada e sem noção. Quem pertence a Cristo deve ter postura humilde (aprendei de Mim que Sou manso e humilde de coração) ser ensinável, aconselhável, não intocável como um porco espinho.

Quando corrigimos alguém mediante ensino da Palavra não o julgamos; antes, apresentamos o Julgamento Divino expresso; "... a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia." Jo 12;48. Diante da correção o tolo dirá: "Quem é você para me julgar"? O sábio que teme ao Senhor pensará: "O Senhor sempre está certo; preciso rever meu modo de agir."

Se, agora após a Vitória de Cristo já não temos que lutar contra carne e sangue, mas "... contra principados, potestades, príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." Ef 6.12 Isso apenas muda o aspecto da luta, não exclui sua necessidade.

Esses matam cegando entendimentos; "... o deus deste século cegou entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho..." 2 Co 4.4

Fazem isso usando conselhos perversos, oposições infundadas, às quais nos convém combater; "Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus para destruição das fortalezas; destruindo conselhos, e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus; levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo;" 2 Co 10.4-5

Naquele contexto eram malditos os que davam folga às suas espadas em tempos de batalha; agora, amaldiçoados são os que permitem a infiltração de "espadas" alternativas, em lugar de "Espada do Espírito" a Genuína Palavra de Deus.

"Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão sofrereis." 2 Co 11.4 "Ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. (maldito)"

"Livra-me da minha ignorância e ter-te-ei na conta de meu maior benfeitor", dizia Sócrates. Invés de sentir-se ameaçado pela verdade desejava-a.

O Espírito Santo tem muitos usando Sua Espada pela Verdade. "Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, a salvação, que diz a Sião: Teu Deus Reina!" Is 52.7

Então, quando deparas com um "enxerido" que quer "palpitar em sua vida", você está diante de um Bendito do Senhor; Ele enviou a você com um convite amoroso que visa livrar-te da eterna maldição.

Não há beleza estritamente em seus pés; mas em seus caminhos nos quais aceita desprezo para lembrar que és amado por Deus.
Soledade - RS
Textos publicados: 286 [ver]
Site: http://ofarol21.blogspot.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.