Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O Corpo de Cristo; suas regras!

"Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus..." Ef 4;13

Dizer que unidade é algo singular seria chover no molhado; o próprio texto traz em si o teor da singularidade; "O conhecimento do Filho de Deus..."

Pode ser múltipla em seu contingente, abarcando a "toda a criatura", é singular no conteúdo; ímpar em Sua Cabeça; "Uma só fé, Um só Senhor".

Nada mais inclusivo e diversitário; acessível a todos, a despeito de etnias, culturas, localização... contudo, os termos dessa inclusão são precisos; eliminam todos os caminhos alternativos; "... ninguém vem a Pai senão, por Mim."

Esses que, a pretexto de inclusão, diversidade obram pervertendo Doutrina, amiúde estão excluindo pessoas do Reino de Deus; pois, invés de apregoarem alto e bom som a "Verdade que liberta", reverberam em formas requentadas a antiga mentira da serpente; "Certamente não morrereis!"

"Dizem continuamente aos que me desprezam: O Senhor disse: Paz tereis; a qualquer que anda segundo a dureza do seu coração, dizem: Não virá mal sobre vós." Jr 23;17

Adiante, sobre as ruínas de uma cidade arrasada pelo Juízo Divino o Profeta avaliou o fim, das mensagens falsas que antes denunciara; "Os teus profetas viram para ti, vaidade e loucura, e não manifestaram a tua maldade, para impedirem o teu cativeiro; mas viram para ti cargas vãs e motivos de expulsão." Lm 2;14

A inversão de valores traz junto, inversão do sentido das coisas; as cercas que são para nossa proteção são pintadas como grades duma prisão, restritivas de liberdades legítimas.

Como seria se O Todo Poderoso fosse uma "Metamorfose ambulante" como cantou Raul Seixas? Sequer teríamos uma mensagem a pregar; esses que mudam ao sabor das circunstâncias e do humor são líquidos, correndo cada vez mais para baixo como águas de um rio poluído.

Deus É Rocha.

Os guiados pela Serpente pintam em cores ácidas ao "fundamentalismo Religioso, ao radicalismo exclusivo" como se, o fato de Deus permanecer o mesmo fosse mau. "Porque Eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos." Ml 3;6 "Se formos infiéis, Ele permanece fiel; não pode negar a si mesmo." 2 Tm 2;13

Aqueles, (os ímpios são como o mar bravo, porque não se pode aquietar; suas águas lançam de si lama e lodo. Is 57;20) invés de permanecerem fiéis a determinado conceito, valor, modo de ser, coerência, etc. mudam e se contradizem diuturnamente; se, obram para assassinar inocentes indefesos, eles postulam: "Meu corpo minhas regras"! (mesmo que, suas "regras" firam outro corpo em formação.)

Agora se for para defender uma vacina de origem dúbia e eficácia a ser comprovada exigem a obrigatoriedade da mesma. Agora é minha vez: Meu corpo, minhas regras! Aqui não!

Desde o início dessa famigerada pandemia atuou a mídia global, invés de, para gerar informações confiáveis e dentro do possível, tranquilizar às pessoas, pelo apavoramento; colocando toda e qualquer morte na conta do dito vírus, fazendo-o parecer infinitamente mais letal que é; dificultaram acesso aos medicamentos até.

Inicialmente pensamos, ingênuos, que era nossa "boa e velha corrupção" que, a pretexto de cuidar da saúde numa emergência teria vastas avenidas para praticar seu esporte predileto; Agora vemos que aquela era só uma rêmora eventual, comendo migalhas deixadas pelo tubarão globalista.

Alguns "Supremos" já defendem a obrigatoriedade da vacina, pois, o "direito coletivo se sobrepõe ao particular" (meu cavalo acabou de perguntar: Se a vacina imuniza, a quem ameaçaria o particular que a rejeitasse?) assim, falam já em impor um "Chip sanitário" para fechar fronteiras a quem recusá-lo.

Primeiro não poderá viajar, depois, com a extinção da moeda e substituição pela digital, não se compra nem se vende sem ser gado marcado pelo sistema.

Onde será que já li isso? Ah! Lembrei: "Faz que a todos, pequenos e grandes, ricos, pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na mão direita, ou nas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal..." Ap 13;16 e 17

Quando nos dias de Samuel, o Governo Divino foi rejeitado, Deus advertiu que veriam a diferença, entre Servi-lo, e servir a ímpios; se Nele temos responsabilidades sérias temos direito de escolha; os "inclusivos" deixarão patente a obrigatoriedade da vacina, do chip, de aceitar todas crenças, por opostas que sejam, adorar certa imagem ou morrer...

Em suma, o problema não é a singularidade de Cristo; o fato inegável que Deus não muda; mas, a constatação que mesmo em momentos difíceis, o homem ímpio não muda.

Nesses dias aumentaram as conversões? É de Deus que sentem necessidade? Nada. Pelejam pelo direito a festas.

"Ainda que se mostre favor ao ímpio, nem por isso aprende justiça..." Is 26;10
Soledade - RS
Textos publicados: 310 [ver]
Site: http://ofarol21.blogspot.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.