Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

A centralidade da vida cristã e da nossa salvação

Nossa salvação está relacionada não só com o que Cristo fez por nós (do contrário o mundo inteiro seria salvo mesmo sem aceitar), mas também o que Ele faz em nós -- nossa entrega diária. Ele quer ser não apenas nosso Salvador, mas nosso real SENHOR, pois não existe seguidor genuíno de Cristo sem renúncia e negação de si mesmo diariamente. E sabemos que negar a si mesmo não é fácil. É o mesmo que entrar pela porta estreita, caminho da salvação.

Visto que cristãos passam a vida inteira afirmando com os lábios que anelam encontrar Jesus nas nuvens do céu com Seus santos anjos, urge discernir os sinais dos tempos e examinar seus corações para saber o quanto realmente querem ver o céu rasgado como cortina de fogo num evento glorioso e inimaginável por todas as nações ao longo das eras. Uma festa mais emocionante do que milhões de nações em apenas uma Copa do Mundo num só dia transmitida ao vivo nos "quatro cantos do Planeta" com cantos e vivas de júbilo. Além de toda capacidade de imaginação.

Numa era de racionalização da religião, da espiritualidade e do próprio pecado, afirma-se que Deus é amor e a salvação sendo pela graça não precisa de mais nada, pois inútil é levar o fardo do "legalismo. Sim, obviamente. Dogmas são dogmas, princípios são princípios. Frieza espiritual, letargia, formalismo, legalismo e moralismo, cega, envenena, mata e leva para uma vida infeliz de fardo; hipocrisia religiosa e cristianismo meramente nominal ou perfeccionista de quem busca salvação pelas obras - como se fossem meritórias.

Muitos querem ser aceitos por Deus pela boa conduta moral ou padrão comportamental religioso. Mas sabemos que trata-se de cegueira espiritual tenebrosa. Entretanto, não se deve esquecer que Jesus justifica o ser, mas não o viver. Assim, enquanto a obediência que despreza a graça leva ao legalismo, por outro lado, justificação pela fé e salvação pela graça sem obediência e rendição completa a Cristo leva a licenciosidade.

O Cristianismo anárquico, autônomo, nominal, de achismo ou conveniência que será cada vez mais sedutor à medida que o fim se aproximar. É tempo de vigiar e orar, pôr a "mão no arado" e não olhar pra trás; "tudo ou nada, pegar ou largar"; enquanto a vida está passando e Jesus retornando para cumprir Sua maior divina promessa.

Somos comissionados por Deus a estar sempre pronto a "dar razão da nossa fé, porém com mansidão e respeito" (1 Pedro 3.15) e "manejar bem a Palavra da Verdade" (2 Tim 2:15). Mas conhecimento meramente teórico não salva nem transforma. Muito pelo contrário: pode ensoberbecer e tornar a mente intelectualizada ou dogmática. Um pouco de conhecimento de Deus vale muito mais do que muito conhecimento sobre Ele. No entanto, ambos os conhecimentos não são mutuamente excludentes, mas complementares.

Na vida cristã, ninguém é tão santo e bom que mereça a salvação nem tão pecador que não possa ser alcançado pela graça. O amor de Deus pelo pecador é incondicional, mas a aceitação do pecador da dádiva de Deus mediante o atuar do Espírito que crava o resultado final.

Assim como não existe justificação sem santificação, a santidade é um seriado de conversões diárias. "A conversão [tira] o cristão do mundo e santificação [tira] o mundo do cristão." Sem santidade ninguém verá o SENHOR. A santidade é leve porque é fruto do agir do Espírito no coração. Não é mero esforço baseado em bom comportamento ou aparato exterior, mas um profundo relacionamento com Cristo que se refletirá em comportamento e todas as áreas da vida.

O centro da vida e salvação é Cristo, pois Ele é Autor e Consumador da nossa fé (Hebreus 12:2). Ele mesmo disse: Eu Sou a Videira e vocês os ramos, permaneçam e Mim e frutos virão abundantemente, pois sem Mim nada podeis fazer (João 15).

Seja Cristo o alvo do nosso amor, vida, obediência, serviço, esperança. Seja Ele o centro de tudo. Que o império da santa vontade dEle esteja sempre sobre nós.
Alagoinhas - BA
Textos publicados: 32 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.