Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Festa com a desgraça alheia

Digamos que um senador de partido oposto pule de alegria e bata palmas por causa do vexame pelo qual passou o senador Eduardo Suplicy em julho.

Digamos que um atleta pule de alegria e bata palmas porque o concorrente russo não pôde vir ao Rio de Janeiro por ter usado doping.

Digamos que os eleitores e políticos progressistas pulem de alegria e batam palmas porque um deputado conservador e evangélico teria assediado e agredido uma jovem jornalista.

Digamos que os políticos corruptos do país pulem de alegria e batam palmas porque os jornais noticiam que alguém da Lava Jato é corrupto como eles.

Mesmo diante da moral pública, esse comportamento é iníquo. Fere a educação e a ética. Mas ele é muito mais antigo e muito mais comum do que se pensa. Curioso é que a Bíblia chama a atenção para esse crime de modo muito severo. Pela boca do profeta Ezequiel, Deus fala com os amonitas: Vocês bateram palmas e fizeram festas, vocês vibraram de alegria e dançaram “quando viram o meu templo profanado, quando viram a terra de Israel arrasada e o povo de Judá ser levado para o cativeiro” (Ez 25.1-6).

Até o salmista repudia as pessoas que se aproveitam de algum problema alheio para tirar alguma vantagem: “Sejam envergonhados e cobertos de vexame [...] os que se comprazem no meu mal [...] e dizem: Bem feito! Bem feito!” (Sl 70.2-3).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.