Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — --

Arte para todos

Ebeneser Nogueira

A música que salva

 

“A música que salva é a música para mim”, declarou William Booth, fundador do Exército de Salvação, a uma Inglaterra vitoriana, enquanto corajosamente usava a melodia de músicas populares colocando nelas letras cristãs para doutrinar o povo simples que o seguia. Quando descobriu o talento musical da família Fry, em Salisbury, logo os levou a Londres, onde formaram a primeira banda evangélica do quartel-general do Exército e tornaram-se a fonte de inspiração para as centenas de bandas de metal que logo os seguiram. Essas novas bandas trouxeram tanta vitalidade espiritual ao Exército que o seu fundador sugeriu que cada corpo (igreja) formasse sua própria banda.

151 anos e muitas bandas depois, o Exército de Salvação continua musicalmente atuante nos 127 países onde serve, tocando a música que salva, ensinando crianças a tocar instrumentos de metais, pandeiros, integrando-as nas brigadas de cantores (corais), grupos de dança e coreografia.

Os grupos musicais do Exército de Salvação são formados não apenas para tocarem nos salões de culto, mas principalmente para marcharem pelas ruas proclamando a salvação. As unidades sociais também se utilizam da música no processo de inclusão e transformação social e como recurso pedagógico.

Em nossos locais de adoração, o Cancioneiro Salvacionista, hinário com mais de quinhentos cânticos, é utilizado pelos soldados num culto que também faz uso de louvores contemporâneos. O uso de pandeiros, inspirado na história de Miriã em Gênesis 15.20-21, após a travessia do mar Vermelho, é uma das marcas do salvacionismo que sempre encantam o público.

A beleza das bandas do Exército de Salvação continua cativando as pessoas, e o olhar cheio de brilho das crianças fito no metal dos instrumentos indica que a música que salva segue tocando corações até os dias de hoje.

 

Ebeneser Nogueira, pernambucano, é major no Exército de Salvação e é casado com Eliana. Trabalha como editor no quartel nacional da denominação em São Paulo.

 

MAIS NA INTERNET
Por que os crentes brasileiros desprezam elementos culturais?

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.