Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Novos acordes

Luz para o Caminho, Gladir Cabral

Gladir Cabral é um dos maiores poetas-músicos de nosso tempo. Sem a menor sombra de dúvida! Suas canções não são do tipo fast-food, para consumo rápido, mas para ser ouvidas, ouvidas e ouvidas. O tema que percorre a maioria delas é a família.“Lar” canta a rotina de uma casa; “Quero chegar” é canção de quem está fora do país; “Filho” revela a dor de uma mãe que vê o filho saindo de casa, encantado com o mundo. O veio regional do poeta aparece na oração “Toada”, embalada pelo acordeão. “A lata do lixo” é música muito boa: ritmo gostoso (pena que depois vire um samba reggae) e letra inteligente, com temática ecológica e social. O destaque do CD fica para “Acalanto”, uma canção que embala o sono de Jesus no barco. Poesia fantástica! A produção musical e os arranjos foram feitos por Geziel Freitas. Gladir é o autor das 15 músicas — exceção para “O filho mais velho”, que tem parceria com Marcelo Sanchez Miranda. Pedidos pela loja virtual do site www.lpc.org.br.



Família, João Alexandre

João Alexandre não precisa de apresentações. Ele é considerado um dos maiores nomes da música popular brasileira cristã. Nesse CD apresenta a família: a esposa Tirza canta e compõe. O filho Felipe Silveira canta, toca piano e escaleta, mostra composições (inclusive duas instrumentais) e ainda assina alguns arranjos. Filho de peixe... Na verdade, nesse CD João até sai um pouco de cena. Duas músicas chamam a atenção: a gostosa marcha “Feliz com a vida”, gravada pelo MILAD, e “Tomé”, gravada por Wesley e Marlene, ambas na década de 80. É muito feliz na parceria com Guilherme Kerr em “Jogou, venceu!” Surpreende também nas bossas “Doces palavras” e “Sobre o amor”. A banda é composta por músicos excelentes, gente da tarimba de Cláudio Rocha, Osmário Marinho, Hilquias Alves, Maurício Caruso, Adriano Souza, entre outros. Entre o encarte e o CD, há um descompasso na ordem das músicas, mas nada que comprometa o todo. Para adquirir, www.vpc.com.br ou 11 5183 4755.



Segundo, Tiago Vianna

Este é o segundo trabalho do paulista Tiago Vianna, músico formado pela Unicamp. Ele dá o tom do novo CD logo de cara, na canção “De terceiro grau”, deixando claro o ar moderno de suas novas composições. É um CD recheado de participações especiais: “O que me faz viver”, de Sérgio Pimenta, conta com a participação vocal de Juliana Pimenta, filha do mestre; em “Santo dos santos”, de Beto Tavares, tem a companhia de Sérgio e Marivone (leia-se baixo e voz); Maurício Caruso empresta o talento e a guitarra para compor “Renovação”, de sua autoria. É um CD com muitas surpresas agradáveis: “Ato falho” e “Ainda chorar” agradam, mas a grande surpresa está em “E quem não quer”, em que Vianna, em parceria com João Alexandre, mostra num violão muito bem trabalhado sua crítica ao evangelho fácil de nossos dias. A produção do CD tem a direção gráfica de Adilson R. Borges e fotografia de Marcelo Hamamoto. Contatos com o músico pelo site www.tiagovianna.com.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.