Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Novos acordes

Estima, Stênio Marcius

Nas décadas de 70 e 80, a missão Jovens da Verdade fomentou o surgimento de uma geração que fazia arte cristã de qualidade. Dentre esses destacava-se Stênio Marcius, poeta e músico de sensibilidade. O tempo passou e Stênio, apesar das lutas, não desistiu de seus sonhos. Agora ele lança seu segundo CD, totalmente acústico, ao som de violões, bandolins, violas, percussão e vozes — simplicidade cheia de beleza e graça. “Estima”, em várias faixas, evidencia traços da musicalidade andina. É música para se aquietar e deliciar. Merecem destaque as canções “O amigo da festa”, “Coríntios 13” e “O avesso da história”. A produção e os arranjos são de Silvestre Kuhlmann. Contatos pelo fone 11 3141-2925 ou pelo e-mail stenio.marcius@uol.com.br

.



Cores, Baixo e Voz

Nesse terceiro CD, gravado no Estúdio B&V, em Ribeirão Preto, Marivone Lobo e Sérgio Pereira compõem a maioria das músicas com parceiros conhecidos. A proposta musical segue na mesma linha: o contrabaixo de Sérgio e a voz de Marivone. Não precisa de mais nada. E, convenhamos, eles estão cada vez mais afiados. Vale a pena ouvir com carinho “Alto mar” e “Estrela do mar” (ambas do paraense Arlindo Lima), “A tua graça é tudo” e “Céu de Minas”. Em “Cores”, pela primeira vez, a dupla insere um novo instrumento: uma bateria programada. Na interpretação de “Patawi” e “Tempo”, Sérgio esbanja criatividade. Pedidos pelo site www.baixoevoz.com.br ou pelo fone 16 624-0044.



O Oleiro, Sal da Terra e Laércio Lins

Considero o Sal da Terra como um dos grupos mais coerentes da atualidade. Não falo só da sua originalidade num cenário musical onde prevalecem fracas reproduções de modelos de “sucesso” da mídia globalizada. Falo principalmente de sua conduta: o Sal canta e faz; colhe o substrato de suas canções na poeira das estradas e no contato com o povo sofrido do Nordeste. Nesse CD, o grupo convida Laércio Lins para levar adiante essa mensagem. “O Oleiro” não traz só canções: Marcos Fernandes também conta dois causos, entre eles a famosa história do galo, que repercutiu pelo Brasil. Algumas canções adquirem uma “pegada” mais moderna (ou pós-moderna?), em que elementos acústicos convivem com os eletrônicos. O resultado agrada. Contatos pelo e-mail marcossaldaterra@bol.com.br ou pelo fone 87 9988-2409.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.