Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa — Todo Mundo É Tão Humano Quanto Todo Mundo

Nesta matéria:

Além do perdão

O perdão é muito, mas não é tudo. A culpa precisa ser perdoada e a mancha precisa ser removida. Perdão e purificação são irmãs gêmeas. A confissão de pecados não leva só ao perdão; leva também à purificação. Esse é o ensino de João: “Deus é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e ‘nos limpar de toda maldade’” (1Jo 1.9).

 

Certos pecados causam uma sensação de sujidade extremamente desagradável. Em alguns casos, o pecador sente nojo de si mesmo. Lutero dizia que a nossa imundícia “deveria ser o suficiente para nos fazer cuspir em nós mesmos, com uma total repugnância”. Ao implorar a Deus que o lavasse e o purificasse, Davi, no famoso Salmo 51, declara que sua alma está imunda. Na época de Isaías, Deus ordenou ao povo de Israel: “Lavem-se e purifiquem-se! Não quero mais ver as suas maldades” (Is 1.16).

 

Além de tornar possível o perdão, “o sangue de Jesus Cristo nos limpa de todo pecado” (1Jo 1.7).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.