Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

A desgraça do marketing religioso

 Quem sai ganhando são eles -- os que fazem propaganda de seus nomes e de suas igrejas. Quem sai perdendo é Jesus Cristo e o evangelho.
Poucos não cometem essa barbaridade. Um deles foi João Batista, aquele que, de todos os homens que já nasceram, é o maior, segundo Jesus (Mt 11.11). Ele disse: “Eu sou o amigo do noivo [Jesus], e estou cheio de alegria com o sucesso dele. Ele deve tornar-se cada vez maior, e eu devo diminuir cada vez mais” (Jo 3.29-30).
Outro exemplo notável é o de Joabe, comandante em chefe das tropas de Davi. Ele cercou uma cidade inimiga e faltava apenas tomar posse dela. Porém, ele mandou chamar o rei e disse-lhe: “Reúna agora o resto dos seus soldados e o senhor ataque a cidade e tome-a. Eu não quero ficar com a glória dessa vitória” (2Sm 12.28).
É cada vez mais difícil imitar aqueles 24 anciãos de Apocalipse que se ajoelharam diante do Cordeiro e lhe atiraram as suas coroas, proclamando: “Tu és digno de receber glória, honra e poder” (Ap 4.10-11).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.