Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

Naziaseno Cordeiro: Está na hora de fugir da nossa própria vaidade!

[Por estarem entre os leitores de livros doutrinários e históricos e por frequentarem simpósios e encontros] alguns reformados poderão se julgar superiores aos demais, mostrando, assim, soberba e arrogância. Isso seria estranho, pois quanto mais conhecimento obtemos de Deus, mais conscientes deveríamos ficar de nossa miséria e falência.

Existe o risco de haver uma apreensão intelectual da Verdade sem que esta nunca tenha chegado ao coração. Assim sendo, o conhecimento de Cristo e da sua doutrina, se não nos leva à humildade, inevitavelmente nos conduz à soberba e, por que não dizer, ao farisaísmo.

Precisamos de um calvinismo prático -- uma Reforma que nos leve à experiência diária de real quebrantamento diante de Deus e humildade perante os homens. Com o discurso e a prática presentes na nossa fé reformada seremos realmente relevantes para o mundo. Porém, sem a experiência de vida reformada estaremos falando de nós para nós mesmos -- presos no gueto da nossa própria vaidade e futilidade.
 
(Fonte: “O Brasil Presbiteriano”, 08/2011, p. 4)
 
Naziaseno Cordeiro é pastor presbiteriano em Capela do Alto Alegre, Bahia.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.