Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Barbara e Alan Bachmann -- casados com o Brasil

Os americanos Barbara e Alan Bachmann, ambos de 75 anos, estão no Brasil há cinquenta anos. Começaram a carreira missionária entre o povo ribeirinho do Amazonas. Para se aculturarem mais rapidamente e com mais facilidade, moraram em uma casa de tábuas, aprenderam a preparar e a comer alimentos típicos (vatapá, tacacá, pastel de carne de jacaré, tambaqui), falaram português em casa com os filhos, buscaram água e lavaram roupa na beira do rio e usaram a latrina que ficava no fundo do quintal. Para eles, “servir a Deus em uma cultura distinta daquela em que nascemos requer atravessar uma ponte muito estreita, tão estreita que, quanto menos bagagem da cultura anterior trouxerem, melhor será o êxito do ministério entre o povo ao qual Deus o enviou”. Alan gosta de dizer que atravessaram a “ponte” já casados, em 1960, e “casamos com o Brasil”.
 
O casal Bachmann foi bem-sucedido tanto no trabalho missionário como na educação dos cinco filhos. O primeiro casou com uma moça de Manaus e treina pessoas na área de comunicação radiofônica; o segundo foi piloto da missão Asas de Socorro e hoje realiza trabalho de evangelização em Turim, na Itália; o terceiro trabalha como linguista missionário entre o povo Felupe, em Guiné-Bissau; e o caçula até pouco tempo atrás trabalhava na divisão de jatos executivos da Embraer, em São José dos Campos, SP, e hoje mora nos Estados Unidos. A única filha, casada com um pastor, é enfermeira e atua em Rondônia. Os cinco filhos, todos criados no Amazonas, e os dezesseis netos estão “por todos os lados” (em quatro continentes) -- como diz Bachmann -- e falam, além de inglês e português, pelo menos outras quatro línguas, inclusive o jola e o criolo, de Guiné-Bissau.
 
Depois de prestar assistência médica odontológica por doze anos ao longo dos rios da Amazônia, Alan Louis Bachmann mudou-se para Manaus, onde, por dez anos, ministrou na área de comunicação (rádio, TV). Em 1983 ocupou o cargo de diretor da Radio Trans Mundial (RTM) do Brasil, em São Paulo. A partir de 1990 tornou-se consultor internacional das RTMs da América Latina (Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, República Dominicana, Uruguai e Venezuela). De 2000 a 2006, como coordenador global de treinamento da Trans World Radio (TWR), preparou pessoas-chave para treinar outros em seis regiões do mundo onde a TWR produz e transmite programas em mais de duzentos idiomas. Hoje, mesmo aposentado, Bachmann é diretor-executivo da missão Asas de Socorro, com sede em Anápolis, GO, onde mora com a esposa, Barbara.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.