Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — Mais do que notícias

Engenheiros do mal

Além de engenheiros civis, engenheiros eletricistas, engenheiros mecânicos, engenheiros agrônomos, engenheiros de alimentos e engenheiros de produção, existe ainda uma outra especialidade: engenheiros do mal. Deve-se a Paulo esta última designação. Ao descrever a depravação da sociedade, o apóstolo coloca entre os arrogantes, os bisbilhoteiros, os desnaturados, os gananciosos, os homicidas, os indecentes, os insolentes e outros, mais uma classe de pessoas ímpias: os “inventores dos males” (Rm 1.30). Em outras versões, encontramos as expressões sinônimas: os “criativos para o mal”, os “engenhosos no mal”, os “tramadores de maldades”.

Esses engenheiros do mal de fato existem e fazem coisas do arco-da-velha. Para que a aids e outras doenças sexualmente transmissíveis não barrassem a promiscuidade sexual, eles abriram indústrias de camisinhas, de diferentes tamanhos, cores e perfumes. Em breve será colocada no mercado uma pílula capaz de diminuir o risco de contaminação pelo HIV, mesmo quando a pessoa tiver relação sexual sem camisinha. Vários testes da chamada profilaxia pré-exposição estão ocorrendo e envolvem um total de 19 mil pessoas em risco, incluindo usuários de drogas injetáveis, homossexuais e mulheres sexualmente ativas em áreas de alta incidência de HIV. Para tornar a relação sexual mais excitante, os engenheiros do mal criaram as indústrias pornográficas e os sex-shops. Para torná-la mais escondida e mais segura, construíram motéis nas saídas de qualquer cidade. Para seduzir as mulheres, a indústria de perfumaria anuncia um desodorante masculino capaz de mexer com as glândulas do sexo oposto. Para proteger a saúde do fumante, inventaram a piteira, os filtros e, agora, o cigarro eletrônico, que já está à venda em sete países. Para inocentar diante da lei e da sociedade os abusadores de crianças, pelo menos um país (a Holanda) já conseguiu baixar o consentimento sexual para 12 anos.

A especialidade dos engenheiros do mal não é afastar o homem da prática pecaminosa nem corrigir a conduta de quem quer que seja. Eles se esforçam para possibilitar a permanência do pecador no pecado, resguardando-o de algum dano físico e ampliando cada vez mais o seu potencial e o seu prazer no pecado. Os “inventores dos males” fazem o trabalho diametralmente oposto ao do Espírito e dos pregadores do evangelho.

Antes de Paulo, Jesus já havia denunciado os engenheiros do mal de seu tempo: “Vocês arranjam sempre um jeito de pôr de lado o mandamento de Deus, para seguir os seus próprios ensinamentos” (Mc 7.9).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.