Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

Em tua graça...

O Senhor precisa ouvir as orações que cristãos de diversas denominações fizeram em várias línguas nas celebrações matinais, por ocasião da 9ª Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), de 14 a 23 de fevereiro de 2006.

Nos dois primeiros dias, eles oraram: “Deus, em tua graça, transforma o mundo”. No dia 16, “Deus, em tua graça, transforma a terra”. No dia 17, “Deus, em tua graça, transforma as nossas sociedades”. Nos dias 18 e 21, “Deus, em tua graça, transforma as nossas vidas”. No dia 20, “Deus, em tua graça, transforma as nossas igrejas”. E nos dois últimos dias, “Deus, em tua graça, transforma o nosso testemunho”.

O material litúrgico — uma coletânea de recursos selecionados de várias tradições e famílias confessionais de diversas partes do mundo — foi preparado por uma comissão moderada pelo metropolita Genadios de Sassina, da Igreja Ortodoxa de Creta, no Mediterrâneo. Com o solene título Em Tua Graça — o livro de culto e orações, de 470 páginas, impresso em português, inglês, espanhol, francês e alemão, contém declarações de fé na soberania de Deus, confissões de fraquezas e limitações, impetrações de bênçãos, súplicas diversas e hinos antigos e modernos. Para o leitor ter uma idéia do conteúdo do livro, transcrevemos a seguir alguns pequenos textos (os títulos são da redação de Ultimato).

Porque Jesus vive, um novo mundo é possível!
Gerardo Oberman (Argentina)

Porque Jesus ressuscitou dentre os mortos,
nós caminhamos com esperança ao encontro do futuro.
Tudo pode ser diferente.
Pedras podem ser tiradas do caminho.
Sepulturas podem se abrir para sempre.
Lágrimas podem desaparecer.
O medo terá fim.
Toda pergunta terá resposta.
A luz será mais forte que a treva.
A felicidade chega para os tristes.
A paz envolve os corações oprimidos.
Os poderosos foram derrotados e os humildes triunfaram.
A violência e o ódio não podem resistir ao amor.
As correntes da opressão foram quebradas.
Verdade e justiça se abraçam,
justiça e paz se beijam.
A memória já não é mais dolorosa.
Sonhar não é mais um pecado.
Os portais celestes estão abertos e Deus sorri para o mundo.
O amor triunfou.
Jesus vive,
um novo mundo é possível. 

A minha graça te basta!
Laura Peres da Rocha Fernandes Costa (Brasil) 

Quando o sofrimento for por demais doloroso, que ouçamos Jesus dizendo:
A minha graça te basta!
Quando o desânimo tomar conta de nossos corpos e mentes, que ouçamos Jesus dizendo:
A minha graça te basta!
Quando as injustiças assolarem nossos olhos e nossas vidas, que ouçamos Jesus dizendo:
A minha graça te basta!
Quando o desejo da morte for maior do que a luta pela vida, que ouçamos Jesus dizendo:
A minha graça te basta!
Porque o poder do amor se aperfeiçoa na fraqueza, ouçamos Jesus dizendo:
A minha graça te basta! 

Estou cheio de contradições
Rupert Hambira (Botsuana)

Senhor, esta vida está repleta de contradições.
Eu mesmo sou um sinal desta contradição,
pois em minha vida são visíveis:
o amor e o ódio,
a força e a fraqueza,
a luz e a escuridão,
a aflição e a alegria,
a humildade e o orgulho,
a verdade e a mentira,
o controle e o caos,
o egoísmo e o altruísmo,
a vida e a morte.
Todas estas contradições fazem parte do meu ser,
e apesar de tu teres conhecimento disso, Pai celestial,
tu ainda queres me usar
para cumprir os teus propósitos no mundo.
Portanto, ajuda-me:
A enxergar a mim mesmo,
a enxergar as outras pessoas
e a enxergar esta vida
com os teus olhos.
 

A canoa e o veleiro
Autor não mencionado, retirado de A World at Prayer 

Ó Jesus,
que tu sejas a canoa que me carrega pelo mar da vida;
que tu sejas o leme que me sustenta no caminho certo;
que tu sejas o guia que me mantém firme em tempos de tentação.
Que teu Espírito seja o veleiro que me conduz a cada dia,
Mantendo meu corpo forte, para que eu possa remar com firmeza na viagem da vida.
Amém. 

Nem egoístas nem orgulhosos
Terry C. Falla

Senhor, achegamo-nos a ti, mas não isoladamente,
e sim na companhia uns dos outros.

Nós repartimos nossas alegrias uns com os outros —
e elas se tornam maiores.

Nós repartimos nossas dificuldades uns com os outros —
e elas se tornam menores.

Nós repartimos as nossas aflições e fardos —
e seu peso torna-se mais leve para carregar.

Que nunca sejamos tão egoístas para dar,
nem tampouco tão orgulhosos para receber.

Pois ao dar e receber
aprendemos a amar e sermos amados;
encontramos o sentido da vida,
o mistério da nossa existênica


e conhecemos a tua presença.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.