Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Plenitude

33. Plenitude da preferência


Estar com Cristo é incomparavelmente melhor

Raabe preferiu abandonar a prostituição e contrair matrimônio com Salmon, tornando-se mãe de Boaz, bisavó de Davi e uma das ancestrais de Jesus Cristo (Rt 4.18-22, Mt 1.5).

Os judeus que estavam exilados na Babilônia preferiam abrir mão de sua maior alegria para estar em Jerusalém (Sl 137.6).

Os cantores de Israel preferiam estar à porta da casa de seu Deus a permanecer nas tendas da perversidade (Sl 84.10).

Moisés preferiu ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado, porque contemplava o galardão futuro e via aquele que é invisível (Hb 11.23-29).

Os amigos de Daniel preferiram entregar os seus corpos para ser queimados a servirem e adorarem outros deuses, senão ao seu Deus (Dn 3.28).

Mas a plenitude da preferência é quando o crente prefere deixar o seu corpo para habitar com o Senhor (2 Co 5.8). Essa preferência não é gerada por algum acontecimento decepcionante, não é gerada pelo desejo de fugir ao sofrimento, não é gerada por idéias suicidas. Essa preferência é uma confissão de comunhão, uma confissão de certeza, uma confissão de esperança. Aqueles que têm tal preferência entendem que a morte nada mais é do que uma passagem de uma esfera para outra esfera. Deixa-se a barraca em troca da casa, deixa-se o temporário em troca do eterno, deixa-se o transitório em troca do definitivo. O corpo que se deixa é o corpo do pecado, acostumado com o pecado, prejudicado pelo pecado, agarrado ao pecado. Ora, não há coisa melhor do que safar-se desse corpo e habitar com o Senhor, de quem se sente interiormente uma sede enorme (Sl 42.1-2, 63.1).

Paulo expressou a plenitude da preferência em duas ocasiões distintas, na Segunda Epístola aos Coríntios (5.8) e na Epístola aos Filipenses (1.23). Nesta última ele diz que tem o desejo de partir e estar com Cristo, “o que é incomparavelmente melhor”.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.