Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Caminhos da missão

Lembrem-se dos perseguidos

Antonia Leonora van der Meer (Tonica)
 
Qual é nossa tendência diante da realidade da perseguição religiosa e do martírio? As reações mais típicas são:
 
Incredulidade” – “Isso não acontece hoje, imagine! Deve ser propaganda daqueles que gostam de criar sensacionalismo.”
 
Euforia” – Qualquer notícia horripilante é encaminhada para todos os amigos, e assim se mandam notícias e fotos não verídicas, não confirmadas, gerando sensacionalismo e preconceitos.
 
Medo de se envolver” – “Podemos até orar uma vez por ano, mas, graças a Deus, nós vivemos em paz. Jesus prometeu nos guardar ‘da hora da provação’. Vamos nos firmar nessa promessa e não temos nada a perder.”
 
Compaixão sem compromisso” – “Mandar uma família para servir em tal contexto seria uma loucura! É claro que Deus não vai pedir isso de ninguém.”
 
Assim, o que acontece com as famílias que vivem em tal contexto? Pensemos naqueles que são nossos irmãos e irmãs na fé, e que sofrem diariamente restrições e ameaças. E pensemos naqueles que são contra a nossa mensagem, em parte porque nunca ouviram claramente sobre o amor de Jesus por eles, que ele se interessa por suas vidas e morreu por sua causa. Será que eles são mais pecadores e por isso merecem tal sofrimento?
 
Este ano foi publicado um livro abrangente sobre a missão cristã em contextos de sofrimento, perseguição e martírio, uma iniciativa da Comissão de Missões da Aliança Evangélica Mundial. O título em inglês é “Sorrow and Blood” (William Carey Library, 2012) -- uma expressão forte, mas que corresponde à realidade de milhões de pessoas no passado e no presente. O livro traz capítulos de contribuintes de todos os continentes, a maioria com experiência de serviço em contextos de sofrimento. Do total de 69 capítulos, oito foram escritos por brasileiros. Alguns dos assuntos são: a) a situação de perseguição, a resposta dos cristãos, missão em contextos de sofrimento; b) reflexões bíblicas e teológicas sobre o ensino de Jesus, de Pedro e de Paulo sobre o problema do mal e do sofrimento; c) reflexões históricas e estudos de caso -- contextos de perseguição e de sofrimento na obra missionária no passado e em experiências atuais; d) preparo, apoio e restauração para aqueles que são afetados pelo sofrimento, com cuidado pastoral; treinamento missionário; preparo de igrejas e agências; uma história de filhos de missionários martirizados; e) temas finais -- que tratam da oração e do chamado. Com a colaboração de uma equipe preparada, em breve será publicada uma versão em português.
 
O dia 4 de novembro será o Dia Internacional de Oração pela Igreja Perseguida. Uma dedicação sincera e comprometida em oração com certeza dará novo ânimo a nossos irmãos e irmãs, que muitas vezes se sentem isolados e abandonados. E Deus se agrada em responder às orações feitas segundo a sua vontade.
 
Como você vai responder? Procure se informar mais. O portal da Missão Portas Abertas (www.portasabertas.org.br) sempre traz notícias atuais e confirmadas sobre necessidades em vários contextos. Não seja omisso. Apoie a igreja irmã, que sofre perseguição. Eles orarão por nós e Deus nos abençoará também.
 
• Antonia Leonora van der Meer (Tonica) é deã e coordenadora de desenvolvimento da Escola de Missões do Centro Evangélico de Missões (CEM), em Viçosa, MG.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.