Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — -

“Vocês são irmãos e não deviam estar brigando!”

Quando Moisés, aos 40 anos, recusou ser tratado como filho da filha de Faraó e se dispôs a tirar o povo da terra do Egito, ele viu dois israelitas brigando e, tentando apartar a briga, disse: “Vocês são irmãos e não deviam estar brigando assim! Isso está errado!” (At 7.26, BV). Os dois homens estavam sob a dura e demorada opressão egípcia. Eles esperavam por um libertador que os tirasse do Egito e os levasse para Canaã. Mesmo assim, um espancava o outro. O mais forte maltratava o mais fraco de tal modo que Moisés tentou apartar a briga (Êx 2.13).

Hoje as atitudes não são diferentes. Somos irmãos em Cristo e brigamos. Participamos da Mesa do Senhor e brigamos. Lemos a mesma Bíblia e cantamos os mesmos hinos e brigamos. Estamos todos sob a mesma graça e brigamos. Temos o mesmo perdão e a mesma esperança e brigamos. Vamos para o mundo inteiro pregar o evangelho e brigamos. Estamos sob as mesmas tentações da carne, do curso deste mundo e das forças espirituais do mal e brigamos. Somos membros do mesmo corpo -- o corpo de Cristo -- e brigamos. Segundo o bispo Robinson Cavalcanti, chegamos ao século 16 com apenas quatro ramos da igreja, terminamos a Reforma Protestante com uma dúzia a mais, começamos o século 19 com aproximadamente cem e atingimos a escandalosa cifra de 38 mil ao adentrarmos o século 21.

A pergunta de Moisés, citada por Estêvão pouco antes de morrer, ainda é válida: “Por que vocês estão brigando?”.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.