Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — -

Não existe santidade sem relação vertical com Deus

O clamor condenatório da secularização da consciência, principalmente das lideranças eclesiais da Igreja Católica, é proferido não por uma voz masculina nem por um membro do clero. Quem analisa a questão e “abre a boca” é uma mulher e leiga, a doutoranda em teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Arlene Denise Bacarji. Segundo ela, o maior problema da igreja ainda não é o povo simples: “São os universitários, os intelectuais, as lideranças da igreja -- agentes pastorais, clero, teólogos -- que levam à quebra da plausibilidade da igreja com sua secularização da consciência, sua riqueza de ‘opiniões’, muitas vezes contrárias à própria igreja”.

Na opinião de Arlene, a primeira coisa a fazer é “lembrar que Deus age na história mais do que os seres humanos pensam e mais do que eles pretendem com sua autonomia no agir, a qual faz com que a providência divina fique sem espaço a partir da modernidade”.

Para resistir a essa embaraçosa situação, é preciso trazer de volta a santidade, esquecida atualmente: “A santidade é a forma muitas vezes silenciosa de transformar os outros por meio do evangelho”. Ela começa “com o simples desejo de ser santo”. Arlene é uma entusiasta da santidade, pois esta “salva a igreja, salva o povo de Deus, salva a teologia. Somente em busca da santidade o teólogo poderá fazer teologia, unindo fé e razão, fidelidade e questionamento, pesquisa e certezas. Mas não existe santidade sem oração, sem interiorização da Palavra, sem contemplação, sem relação vertical com Deus, além da horizontal”.

A autora do artigo “A secularização da consciência”, publicado no segundo semestre de 2010 na “Coletânea”, revista de filosofia e teologia da Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro, não é pessimista: “A ação de Deus na história, principalmente na história da igreja, irá, independentemente da vontade de alguns, de poucos ou de muitos, levar a igreja, por meio dos fiéis que ouvem o Espírito Santo, ao testemunho fiel da palavra objetiva de Cristo”.
Sem dúvida, a palavra da quase doutora em teologia é oportuna também para os protestantes.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.