Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

CBE 2

Um congresso para consolidar a missão integral da igreja por palavras e obras

Com a presença de 855 pessoas (incluindo preletores e equipantes), notadamente das regiões Sul (37,5% dos participantes) e Nordeste (25,4%), de várias denominações evangélicas, realizou-se em Belo Horizonte, de 27 de outubro a 1º de novembro de 2003, o Segundo Congresso Brasileiro de Evangelização (CBE2), sob o lema “proclamar o Reino de Deus, vivendo o evangelho de Cristo”.

“Estamos todos juntos aqui no SESC”, declarou o pastor Carlos Queiroz na abertura do congresso, “para oferecer nossa adoração a Deus, para reafirmar nosso compromisso com Jesus Cristo, para desfrutar das virtudes do Espírito, para ouvir a voz de Deus, para compartilhar sonhos, para interceder uns pelos outros, para exercitar a unidade e mutualidade na diversidade dos dons, para sermos exortados, edificados e consolados, tudo com o propósito definido de sintetizar e consolidar nossa missão de proclamar o Reino de Deus, vivendo o evangelho de Cristo”.

Nas 35 horas de reuniões plenárias foi possível ouvir a palavra proveitosa de Valdir Steuernagel, Manfred Grellert, Osmar Ludovico, Antonio Carlos Barro, Russell Shedd, Ronaldo Lidório, Dora Eli, Ronaldo Cavalcante, Ricardo Barbosa, Durvalina Bezerra, Ziel Machado, Ivênio dos Santos, Jeremias Pereira, Luis Wesley, Eleni Vassão, Antonia Leonora van der Meer, Marisa Coutinho, Paul Freston, Alexandre Carneiro, Ariovaldo Ramos, Rosane Tünnermann, Eude Martins e Ricardo Gondim. Tomou-se todo o cuidado para evitar a idéia de estrelato, de palco, de colocar alguém debaixo de holofote ou permitir que alguém se pusesse debaixo dele, entendendo-se que a humildade cristã deve ser preservada a qualquer preço.

Os momentos de louvor estiveram a cargo de Carlinhos Veiga, Josué Rodrigues, Asaph Borba, Nelson Bomilcar e Sal da Terra. Todos os dias, em diversos horários e ambientes, houve reuniões de oração. Na parte da tarde, foram realizados conferências paralelas, grupos de discussão e fóruns temáticos (como cidadania, educação teológica, devoção e espiritualidade, avivamento, questão indígena etc.).

O encerramento do CBE2 deu-se com a celebração da Ceia do Senhor, sob a direção de Manfred Grellert. “O partir do pão”, explicou o presidente do CBE1, realizado 20 anos antes, também em Belo Horizonte, “nos obriga a olhar para trás (‘Façam isto em memória de mim’), para dentro (‘Examine-se cada um a si mesmo’) e para frente (‘Até que Ele venha’)”. Participantes de ambos os sexos, de diferentes faixas etárias, de diferentes denominações e de diferentes etnias distribuíram os dois elementos da Ceia (pão e vinho). Todo o povo ajoelhado, deu graças a Deus pelas boas novas de Jesus Cristo e reafirmou o seu compromisso com o Senhor e com a missão integral da igreja.

O logotipo do CBE2 mostrava o contorno do Brasil em verde e amarelo, dentro do qual, de alto a baixo e de lado a lado, estava o símbolo da cruz!

CBE1
1983
Para que o Brasil e o mundo ouçam a voz de Deus

CBE2
2003
Proclamar o Reino de Deus, vivendo o evangelho de Cristo



CBE Jovem em junho de 2006

Os participantes jovens do CBE2 reuniram-se no penúltimo dia do encontro (por sinal era o dia do 486º aniversário da Reforma) e produziram a Carta Jovem de Belo Horizonte, aqui reproduzida:

Somos parte de uma história. Fruto de sonhos, lutas e esperanças. Sonhos de viver um evangelho pleno, lutas para manter a integralidade do reino, optando pelo caminho árduo e afirmando a formação do caráter que valida a missão. Esperança de ver o Brasil transformado pelas boas novas.

Não nos sentimos substitutos dessa geração, mas queremos continuar a escrever esta história. Recusamos o rótulo de sermos jovens sem compromisso, apesar do medo e do desafio que nos espera e assumimos a tarefa de levar adiante a visão de um evangelho integral.

Questões como a inclusão social, a formação teológica, o caráter cristão e a preocupação com vidas precisam ser trazidos à prática. Aceitamos o desafio!

Para tanto, nos comprometemos a criar uma rede que divulgue os conhecimentos aqui adquiridos sobre missão integral, culminando na realização, em julho de 2006, do CBE Jovem.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.