Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Incômodos na revista Ultimato

Sejamos sinceros: há incômodos que nos acompanham sempre. Não é que estamos em crise, mas a verdade é que não vivemos “um mar de rosas”. E como diria a canção, “rosas têm espinhos”.

Tentação, culpa, ansiedade, depressão, solidão e o famoso “espinho na carne” de Paulo são alguns destes incômodos que, se não forem encarados honestamente, farão muitos estragos em nossas vidas.

A boa notícia é que “Deus olha para nós com simpatia” (2 Cr. 6.40) e é o Deus de braços abertos para a alma aflita.

A edição de março-abril da revista Ultimato traz como matéria de capa a realidade destes incômodos e o alívio da graça de Deus para eles.

Os 35 mil exemplares chegaram ontem, no final do dia. O motorista demorou 14 horas de São Paulo até aqui, Viçosa! Hoje já começamos a preparar o envio dos mesmos aos assinantes e demais leitores.

Que Deus se sirva da revista Ultimato 347!
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1008 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.