Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

Outras Histórias

 Igreja fornece ajuda alimentar para deslocados
Mais de 3.500 das 7 mil famílias deslocadas que vivem na Nigéria têm recebido ajuda alimentar de uma das igrejas cristãs locais. Segundo o responsável pelos trabalhos de campo realizados em Adamawa, há muitas famílias cuja existência é negada pelo governo do país, que não recebem nenhum tipo de ajuda e tanto essas como outras sofrem com a crise de fome que cresce a cada dia no país.

Cristãos italianos acolhem refugiados
Um acordo assinado entre os ministérios do Interior e de Relações Exteriores da Itália e três comunidades religiosas levou setecentos refugiados do Oriente Médio para a Itália, no ano de 2016. As organizações religiosas selecionam as pessoas a serem assistidas e cobrem todas as despesas da viagem, da acolhida e dos processos burocráticos envolvidos. As autoridades italianas cuidam da segurança e aprovação a cada uma das chegadas.

“Liberte Mossul!”*
“Deus, nós confiamos no Senhor.
O Senhor pode acalmar a tempestade.
Nós oramos e clamamos: Liberte Mossul.
Liberte a Planície de Nínive.
Nós queremos voltar para casa.”

*Trecho de oração feita por cristãos iraquianos durante caminhada pelas ruas de Mossul, no Iraque.

Igreja Metodista recebe refugiados haitianos
Mais de sessenta haitianos acolhidos pela igreja, na região central de Aparecida de Goiânia, GO, têm a chance de aprender o português em aulas ministradas gratuitamente por uma professora universitária aposentada e membro da igreja. Este grupo faz parte de uma colônia com cerca de quatrocentos haitianos que permanecem no Brasil em busca de qualidade de vida e oportunidades de emprego.

Nem tudo são flores
Os congoleses representam atualmente o maior grupo de refugiados no estado do Rio de Janeiro, com 116 chegadas registradas no primeiro trimestre de 2016. A maior parte dos solicitantes de refúgio e refugiados são homens (4.461 entre 35 e 65 anos), contra 2.060 mulheres. Para eles a cidade está longe de ser maravilhosa. Embora a maioria possua curso superior ou pelo menos ensino médio, boa parte do grupo atua em setores da economia informal ou conta com a ajuda da Cáritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro. Para alguns dos refugiados congoleses, um dos pontos de encontro é a Assembleia de Deus Betesda Internacional, que realiza cultos em lingala. A igreja costuma distribuir cestas básicas, que é o único recurso de alimentação para parte deles.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.