Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Nomes

“Precisamos da sua ajuda para que os povos indígenas se rendam aos pés de Deus.”

Em poucas palavras e objetivamente, Nara Rúbia Taets, missionária da Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira, falecida no dia 11 de março de 2017, expressou em uma de suas cartas não apenas um desafio, mas também uma motivação de seu coração: fazer Deus conhecido e amado entre os indígenas.

Nara nasceu no dia 13 de julho de 1977, em Goiânia, GO, em uma família cristã. Incentivada pelas histórias contadas por seu pai sobre a vida dos índios e por relatos missionários sobre o trabalho com eles, com apenas 9 anos de idade, participando de uma entrevista em um programa de rádio dirigido pelo pai, Nara falou da chamada de Deus para o trabalho entre os indígenas e persistiu nela até a juventude.

Na missão ALEM, em Brasília, onde fez o curso de linguística, conheceu Elias de Oliveira Taets, com que se casou e teve dois filhos, Nayane e Eliseu.

Nara e Elias se mudaram para Boa Vista, RR, em 1999 quando foram convidados a trabalhar com indígenas de uma tribo que habita o Brasil e a Venezuela e que, somente no Brasil, soma mais de 15 mil pessoas distribuídas em 255 aldeias, das quais 197 estão em Roraima.

Segundo Elias Taets, Nara tinha facilidade em fazer amizades. Seu carisma e simpatia tornaram especiais os anos que passou na aldeia onde ensinava a Bíblia às mulheres.

As atividades de Nara incluíam ensino na escola indígena, discipulado com famílias, trabalho no posto de saúde da aldeia e visitas a outras comunidades indígenas. Além disso, Nara ajudou na tradução da Bíblia, colaborou na preparação de composições musicais na língua do povo e empenhou-se na realização de um projeto de histórias bíblicas para crianças.

O amor à família e a dedicação à evangelização dos indígenas são lembranças de como Nara foi uma mulher que fez questão de viver perto de Jesus e de levar Jesus para perto dos outros. AG

Leia mais
Versão ampliada da história de Nara

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.