Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Colunas — Caminhos da Missão

Uma janela aberta para o Vietnã

Jonathan Green

“Estou querendo ‘promover’ o Vietnã como um lugar para o povo de Deus vir e participar do que ele está fazendo aqui. O Senhor tem me incitado a olhar para a América do Sul. Embora não tenhamos oportunidades de trabalho definitivas, temos ONGs e ministérios que podem se beneficiar de voluntários do exterior. Dois projetos que primeiramente vêm à minha mente precisam de pessoas nas áreas de educação e esporte, principalmente futebol. Precisamos de mais trabalhadores aqui para discipular os jovens, ensinar inglês, ser sal e luz neste país. Especialmente Hanói está se abrindo e, sendo a capital, é um local estratégico para se estar! Gostaria particularmente de convidar parceiros sul-americanos de longo e curto prazo para virem.”

Este é um trecho de uma carta instigante de alguém que está vivendo no Vietnã. O teor da carta é o mesmo do apelo de líderes vietnamitas que procuraram contato e parcerias com brasileiros para servir no seu país durante o Congresso Lausanne 3 na Cidade do Cabo, África do Sul, em 2010.

O que sabemos sobre este país tão distante de nós?

O Vietnã é um país pungente, vibrante e desafiador, vivendo um ritmo rápido de mudanças que, embora esteja causando vários problemas, também está criando muitas oportunidades. Da movimentada capital Hanói aos sertões rurais e montanhosos do norte e centro, este é um momento emocionante e inspirador para estar no país -- talvez como nunca antes.

A veneração ancestral é uma forte crença nas famílias. O budismo e o animismo estão presentes, embora não tão fortes como em outros países asiáticos. Nenhuma crença religiosa tem sido incentivada nas últimas décadas. O cristianismo está presente desde o século 16, contando hoje com apenas 9% da população (1,75% de evangélicos) e 69 grupos étnicos não alcançados pelo evangelho.1 A perseguição e a opressão são uma realidade, especialmente nas zonas montanhosas de povos étnicos e no centro do país.

Apesar das dificuldades, Deus está trabalhando claramente neste país -- agora! Sem dúvida, é um momento emocionante para viver, trabalhar e ter ricas experiências no Vietnã. Nas duas cidades principais, muitos estão aceitando a fé cristã e levando as boas novas para as suas casas e cidades em todo o país. Nunca antes o vietnamita teve tanta oportunidade para ouvir o evangelho.

“Abram os olhos e vejam os campos! Eles estão maduros para a colheita” (Jo 4.35).

Este versículo é muito verdadeiro no Vietnã hoje. No entanto, existe falta de discipulado e encorajamento, além de instrução que produza maturidade espiritual nos novos crentes e igrejas. Muitos jovens estão enfrentando perseguição dentro de suas próprias famílias, tanto nas cidades como nas etnias das montanhas. Ainda assim (ou, por isso mesmo), o número de crentes continua a crescer.
Há uma imensa variedade de oportunidades disponíveis por meio de muitas organizações no Vietnã nas áreas de educação, esporte, transformação social, desenvolvimento comunitário e negócios.
Que o Senhor desperte outros brasileiros para se juntar a nós nesta colheita!

Nota
1. https://joshuaproject.net/countries/VM.

Adaptado por Délnia Bastos.

• Jonathan Green (pseudônimo, por razões de segurança) trabalha no Vietnã

Leia mais
Da missão transcultural à missão integral

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.