Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Nomes

Delci Esteves dos Santos, pioneira em missões a partir do Brasil, faleceu na noite de 18 de janeiro de 2017. Membro da Primeira Igreja Presbiteriana de Londrina, PR, em parceria com a Missão Antioquia, serviu em Moçambique por 25 anos, onde fundou (1995), e dirigiu a Casa das Formigas -- projeto de atendimento a crianças e adolescentes de 8 a 18 anos. Teve a alegria de ver o fruto do seu trabalho na vida de inúmeras crianças que, por seu cuidado, hoje são jovens adultos, formados, bem encaminhados, servindo ao Senhor e ao seu país. Retornou ao Brasil em abril de 2016 por problemas de saúde e, desde então, recebeu cuidados da Missão Antioquia e de sua igreja local. Deixa aos que a conheceram um legado de inspiração. KF e AG

 

Dom Paulo Evaristo Arns, o “sacerdote que foi além da sacristia”, defensor dos direitos humanos, “a quem não conseguiam brecar”, morreu no dia 14 de dezembro de 2016, aos 95 anos. Era o quinto dos treze filhos de um casamento de imigrantes alemães instalados em Santa Catarina. Com pouco mais de vinte anos ingressou na Ordem Franciscana. Estudou filosofia e teologia. Em 1945 foi ordenado sacerdote em Petrópolis. Ao longo de sua carreira de 71 anos de sacerdócio e 50 anos de episcopado, trabalhou também como jornalista e escreveu mais de cinquenta livros. Em 1985, junto com o pastor Jaime Wright, publicou “Brasil Nunca Mais”, o mais completo relato sobre a tortura de prisioneiros políticos durante o regime militar. Em 1998, foi nomeado arcebispo emérito. Dedicou seus últimos anos ao trabalho assistencial para idosos e ao recolhimento dedicado à oração e à leitura. KF e AG

 

Cláudio Pastro, considerado o principal artista sacro do país na atualidade, faleceu no dia 19 de outubro de 2016, aos 68 anos, vítima de um derrame cerebral. Pastro foi o responsável pela revitalização da Basílica de Nossa Senhora Aparecida. Pintava desde os 5 anos de idade, utilizando-se dos papéis de pão que a mãe reservava para ele desenhar e rabiscar. Produziu pinturas, vitrais, azulejos, altares, cruzes e esculturas, ilustrou livros e lecionou cursos de estética e arte sacra. Em novembro de 2015, Ultimato publicou na seção “Frases” esta denúncia de Pastro: “Hoje há uma crise de beleza porque a crise está na religião. Hoje tudo é cópia, tudo é mídia, tudo é negócio. A religião não é referência para o homem contemporâneo, pois se vive fora e dentro dela com os mesmos princípios e expressões mundanas”. A matéria de capa Pastor e igreja -- uma relação (conjugal) em crise (Ultimato de novembro/dezembro de 2004) foi ilustrada com a sua obra “O Bom Pastor”, da série confeccionada em placas de aço escovado, formato 21 x 35 cm, que apresenta as parábolas de Jesus. KF e AG

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.