Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Idosos mais independentes, moderninhos, solitários e cada vez em maior número

“ELLI-Q é um pequeno robô semelhante a um objeto de mesa” (como uma luminária mais encorpada) que está sendo lançado pela Intuition Robotics e pela Fuseproject. A promessa é que ele seja uma companhia robótica que ajude os idosos a manter contato com seus queridos e que os desafie à continuidade da atividade física e intelectual, além de lembrá-los da hora dos remédios. ELLI-Q é descrito como “emotivo, autônomo e facilmente compreensível”. A empresa cita que 50% das mulheres com mais de 75 anos vivem sozinhas, 90% dos adultos preferem envelhecer em sua própria casa e muitos idosos dizem se sentir solitários.

 

“O consumo de maconha entre adultos de 50 a 64 anos cresceu 57,8%” e entre pessoas com mais de 65 anos -- que foram adolescentes nas décadas de 60 e 70 -- cresceu 250%, conforme recente estudo publicado pela 

Society for the Study of Addiction. A despeito das altas taxas de crescimento, o número de consumidores não é grande: 1,4% dos adultos com mais de 64 anos e 7,1% das pessoas de 50 a 64 anos consumiram maconha no ano anterior à pesquisa, que examinou dados coletados entre 2006 e 2013 pela National Survey on Drug Use, nos Estados Unidos.

 

“Em 2050, pela primeira vez, haverá mais idosos que crianças menores de 15 anos” no mundo, de acordo com o Fundo de Populações das Nações Unidas. Hoje, uma em cada nove pessoas no mundo tem 60 anos ou mais. No Brasil, pesquisas indicam que a população de idosos vai triplicar até 2050. O número de pessoas com 60 anos ou mais chegará a 66,5 milhões -- 29,3% de toda a população -- segundo estudo do IBGE. Em 2025, o Brasil será o 6º país do mundo em número absoluto de idosos.

 

“Trata-se de uma revolução”. Será que as igrejas estão despertas e preparadas para o desafio que é integrar todo este potencial à sua agenda e à agenda do reino, bem como para responder aos enormes desafios que essa realidade trará? Ou deixarão que os idosos com poder de consumo se tornem apenas uma “fatia exigente do mercado” e os sem poder de consumo sejam largados à própria sorte? KF

 

Que Deus nos inspire e nos desafie a alinhar a nossa prática com a sua, que garante: “Mesmo na sua velhice, quando tiverem cabelos brancos, sou eu aquele, aquele que os susterá. Eu os fiz e eu os levarei; eu os sustentarei e eu os salvarei” (Is 46.4, NVI).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.