Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

O dia em que a cidade parou

Um rapaz com deficiência física, conhecido pelo apelido Didi, nunca andou, nunca falou, nunca se formou, nunca teve emprego, nunca jogou futebol (embora usasse 38 camisas do Atlético), nunca casou, nunca pregou o evangelho pela palavra audível. Mas, no dia em que ele morreu, aos 42 anos, a cidade parou. Todos queriam dar o último adeus ao Didi, no templo da Igreja Presbiteriana de Jequiri, MG, na qual ele havia sido batizado anos antes, não como criança levada pelos pais ou por algum padrinho, mas por decisão própria apesar das rígidas limitações físicas e mentais. A banda Santa Cecília, que todos os anos costumava tocar o parabéns para ele, fez questão de comparecer. Nesse dia, Jurandir Ubaldo Filho, o Didi, pregou como nunca, pela simpatia que sempre irradiou e por seu testemunho.

 

Em vez de chorar, seu irmão João Batista Ubaldo Pereira, dono de um supermercado em Ouro Preto, derramou lágrimas de alegria. Pois foi ele quem incentivou a família a levar Didi à igreja mesmo com todas as dificuldades. Todo mundo achava que o rapaz não tinha como manter relacionamento com Deus. Até que João Ubaldo sonhou que Didi tinha morrido e foi tomado de remorso por sua omissão no que diz respeito à assistência religiosa. Durante o sonho, um anjo chegou perto dele e perguntou: “Por que você não levou seu irmão para participar dos cultos?”. A partir daí, Didi começou a ser levado nos braços ou numa cadeira de rodas ao templo!

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.