Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Celibato dos padres -- fica ou não fica?

Na agenda reformatória do papa Francisco estaria a revisão do celibato clerical obrigatório?

 

Há duas passagens bíblicas curiosas que mostram a conveniência ou não do celibato. Elas revelam que, no caso dos profetas Oseias e Jeremias, a decisão de casar ou não casar estava nas mãos de Deus.

 

Ao profeta Oseias, Deus ordena: “Vá e case com uma prostituta de um templo pagão”. Então o profeta, que exerceu o ministério no reinado de Israel por trinta anos a partir do ano 737 antes de Cristo, “foi e casou com Gômer”, com a qual teve duas filhas (Os 1.2-9).

 

Ao profeta Jeremias, Deus ordena: “Não case, nem tenha filhos neste lugar”.

(Jr 16.1-3). Então, o profeta que exerceu o ministério no reino de Judá por mais de quarenta anos, a partir do ano 627 antes de Cristo, ficou solteiro a vida inteira.

 

O contexto de ambas as passagens deixa muito claro que, no propósito de Deus, o casamento de um e o não casamento do outro tinham razão de ser.

 

LEIA MAIS
Histórias fascinantes de padres que já não são mais padres

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.