Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Missionário (Hugh Tucker) de mãos dadas com médico (Oswaldo Cruz)

Em seu projeto de pesquisa acadêmica, o médico Wilson Barbosa Bonfim Filho, diácono da Igreja Metodista de Vila Valqueire, no Rio de Janeiro, lembra que foi o missionário americano Hugh Clarence Tucker (1857–1956) quem introduziu com sucesso o famoso médico sanitarista brasileiro Oswaldo Cruz (1872–1917) aos pesquisadores norte-americanos de febre amarela que estavam em Cuba. Essa iniciativa de Tucker tem muito a ver com o trabalho de Oswaldo Cruz na erradicação da febre amarela no Brasil, graças à chamada Brigada Mata-Mosquito, por ele criada.

 

Tucker, 15 anos mais velho que Oswaldo Cruz, exerceu um ministério tremendamente holístico. Além de fundar o Instituto Central do Povo (só o nome já chama a atenção), o missionário metodista ajudou a criar a Associação Cristã de Moços (ACM), o Hospital dos Estrangeiros (hoje o Hospital Evangélico), o Instituto Brasil-Estados Unidos (IBEU) e atuou no combate à lepra e em várias comissões de socorro aos flagelados da Ásia, Europa e América Central. O Instituto Central do Povo, por sua vez, criou o primeiro dispensário do país, o primeiro consultório de higiene infantil (embrião dos postos de saúde pública do Brasil), o primeiro campo de recreio (playground), o primeiro projeto social para surdos, o primeiro jardim de infância do Rio e o primeiro curso de datilografia para trabalhadores de baixa renda. Se isso tudo não bastasse, Tucker foi pastor da Igreja Metodista do Catete, no Rio, e secretário da Sociedade Bíblica Americana, que precedeu a Sociedade Bíblica do Brasil. Sob sua supervisão, foi lançada a Tradução Brasileira da Bíblia.

 

Enquanto Tucker morreu em idade avançada (99 anos), Oswaldo Cruz morreu com apenas 45 anos. Apesar de ter vivido tão pouco, o sanitarista continua sendo o mais destacado nome da saúde pública no Brasil. Ele está fazendo muita falta com o novo surto do mosquito vetor da dengue, chikungunya e zika vírus.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.