Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa — Todo Mundo É Tão Humano Quanto Todo Mundo

Nesta matéria:

Somos tão humanos...

Quanto ao rei Davi (séc. 10 a.C.) -- “Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe” (Sl 51.5).

 

Quanto ao profeta Isaías (séc. 8 a.C.) -- “Estou perdido! Cada palavra que falei na vida era podridão, soou como blasfêmia!” (Is 6.5, AM).

 

Quanto ao dramaturgo latino Terêncio (séc. 2 a.C.) -- “Sou humano, e nada que é humano me é alheio”.

 

Quanto ao filósofo romano Sêneca (séc. 1 d.C.) -- “Somos todos perversos. O que um reprova no outro, ele acha em seu próprio peito. Vivemos entre perversos, sendo nós mesmos perversos”.

 

Quanto ao apóstolo Pedro (séc. 1 d.C.) -- “Senhor, afasta-se de mim, pois sou um pecador”.

 

Quanto ao apóstolo Paulo (séc. 1 d.C.) -- “Decido fazer o bem, mas “de fato” não o faço. Decido não fazer o mal, mas acabo fazendo, de um modo ou de outro. Minhas decisões não resultam em ações. Algo está muito errado no meu interior e sempre tira o melhor de mim” (Rm 7.19-20, AM).

 

Quanto a Tiago (séc. 1 d.C.) -- “Todos tropeçamos de muitas maneiras” (Tg 3.2, NVI).

 

Quanto a Santo Agostinho (354-430) -- “Como eu sou feio, desfigurado e sujo, cheio de manchas e úlceras”.

 

Quanto ao reformador francês João Calvino (1509-1564) -- “Todos estamos cheios de vícios que escondemos dos demais cuidadosamente, e nos enganamos pensando que são coisas pequenas e triviais, tanto quanto às vezes os estimamos como verdadeiras virtudes”.

 

Quanto ao filósofo inglês Thomas Hobbes (1588-1679) -- “Assinalo uma tendência geral de todos os homens, um perpétuo e irrequieto desejo de poder e mais poder, que cessa apenas com a morte”.

 

Quanto ao filósofo francês Blaise Pascal (1623-1662) -- “Somos mentirosos, temos duas caras e vivemos sob disfarces na tentativa de ocultar dos outros o que realmente somos”.

 

Quanto ao pregador inglês John Wesley (1703-1791) -- “O desejo apaixonado do tipo de prazer dos sentidos, prejudicial ou não, está inato em todo homem”.

 

Quanto ao médico austríaco Sigmund Freud (1856-1939) -- “O homem é um barco à deriva num mar de pulsões autodestrutivas”.

 

Quanto ao teólogo americano Reinhold Niebuhr (1892-1971) -- “A espécie humana é inerentemente pecaminosa com sinais de orgulho e egoísmo”.

 

Quanto ao pastor Adauto Araújo Dourado (1919-1997) -- “Quero ser eu mesmo. Se assim não for, hipócrita serei. Mas sou tão ruim que me envergonho de apresentar-me como de fato sou”.

 

Quanto ao escritor irlandês C. S. Lewis (1898-1963) -- “Pela primeira vez [em 1926] examinei a mim mesmo com o propósito seriamente prático. E ali encontrei o que me assustou: um bestiário de luxúrias, um hospício de ambições, um canteiro de medos, um harém de ódios mimados. Meu nome era legião”.

 

Quanto ao psicoterapeuta suíço Paul Tournier (1898-1986) -- “Sou também muito provado pela vida. Ao mesmo tempo estou pesado e leve, triste e alegre, totalmente triste e totalmente alegre, fraco e forte, atormentado por culpas inumeráveis e seguro da graça de Deus”.

 

Quanto ao acerbispo africano Desmond Tutu, Nobel da Paz de 1984 (1931- ) -- “Há ocasiões em que olho alguns desses que são descritos como ‘monstros’ e honestamente acredito que eu seria capaz de cometer o mesmo que eles naquelas circunstâncias”.

 

Quanto ao teólogo americano Eugene H. Peterson (1932- ), autor da paráfrase “A Mensagem” -- “Vivo o tempo todo no limiar da derrota”.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.