Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — --

Tudo é muito demorado, mas acaba acontecendo

Ultimato de julho/agosto de 2012 publicou a nota O cristianismo leva muito tempo para fazer, mas faz para contrastar com a nota da página anterior, O cristianismo promete tudo, mas não faz nada! A nota otimista é do historiador Geoffrey Blainey e a pessimista (e equivocada) é do filósofo Friedrich Nietzsche.
 
O cristianismo “leva muito tempo para fazer” não por causa de Deus, mas por causa da dureza e da cegueira do ser humano. Para acabar com o politeísmo – pluralidade de deuses – e com a poligamia – matrimônio de um com muitos –, os profetas ficaram roucos de tanto gritar. Porém, com poucas exceções, quase todas as culturas repudiam tanto uma coisa como a outra.
 
Outros exemplos de coisas lentamente repudiadas pelo reflexo da revelação de Deus e pelo bom senso, depois de praticadas anos a fio, aparecem na entrevista concedida por Kwame Anthony Appiah, professor no departamento de filosofia da Universidade de Princeton, à “Folha de São Paulo” (24 de setembro de 2012), como o hábito milenar de amarrar os pés das mulheres chinesas, a prática dos duelos e a aviltante escravidão.
Ao longo de uma geração, o que se fazia com as mulheres chinesas desapareceu por completo. Os duelos que homens de alta posição travavam desde os tempos antigos e que na Idade Média eram chamados de “julgamento de Deus” só deixaram de existir no século 19. E a escravidão, que foi considerada normal por centenas de anos, tornou-se “meio normal” e, depois, algo abjeto.
 
Kwame Appiah afirma que “a sociedade dá dois passos para frente e um para trás: em diversos assuntos não estamos melhor, e em outros estamos piorando”.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.