Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Colunas — Meio ambiente e fé cristã

Sonhos e visões

Marina Silva
 
Os ecos da Rio+20 ainda ressoam. Muitos analistas ainda expressam na mídia sua visão do significado dessa reunião mundial ocorrida no Rio em junho último. As visões e avaliações têm os mais variados matizes, conforme o lugar do qual se fala. No Aterro do Flamengo ocorreu a Cúpula dos Povos, no Forte de Copacabana reuniram-se entidades empresariais e no Pavilhão do Riocentro estiveram presentes as delegações oficiais dos países com assento na ONU.
 
Estou entre os que acham que deveríamos ter aprofundado e avançado o legado da Rio-92, quando três Convenções ambientais e a Agenda 21 foram criadas e foi feita a recomendação de que a sociedade produzisse seu documento em relação ao meio ambiente, que veio a denominar-se Carta da Terra. 
 
Vinte anos depois, o que fizeram os líderes mundiais na Rio+20? Resolveram adiar a decisão. Os fundos financeiros para medidas que corrijam rumos e mitiguem os problemas da degradação ambiental não foram aprovados. As discussões em torno de consumo não avançaram porque feria os interesses dos Estados Unidos. Os meios institucionais para integrar as medidas de socorro ao planeta em agonia foram solenemente ignorados.
 
Porém tive alegrias também. Na condição de membro do conselho que assessora o secretário-geral da ONU nos Objetivos do Milênio, participei de reuniões em que jovens demonstraram ter, como na profecia de Joel 2.28, visão, coragem e vontade de assumir responsabilidades e, no seu turno, desenvolver uma governança ambiental comprometida com a sustentabilidade. 
 
Por um lado, havia a alegria de ver naqueles e em tantos outros jovens participantes da Rio+20 o cumprimento da profecia. Por outro, havia a tristeza de constatá-la ainda incompleta, na falta de sonhos dos que, envelhecidos em suas certezas, a cada decisão adiada deixam esses jovens desamparados em seus medos e dúvidas diante de um futuro que, em lugar de descortinar esperanças, os assusta e ameaça.
 
Outra grande alegria foi ver meus irmãos de fé atuando, juntando teologia e ecologia para reivindicar uma economia mais justa. Nestes tempos em que o “sonho de país”, que acalentou minha geração na juventude, foi substituído pelo “sonho de consumo” em larga escala, ver aqueles jovens falando da criação como responsabilidade e mordomia dos seres humanos foi alentador. Os jovens estão sendo distraídos dos problemas sociais e sendo convidados, com toda a sedução do marketing, a buscar alegria e felicidade no consumo.
 
O Coletivo de Igrejas Ecocidadãs organizou-se no segundo semestre de 2011, envolveu igrejas e organizações civis e promoveu vários eventos. Convocou um ciclo de orações por causas ambientais ao longo do mês de abril, organizou grupos de oração durante o período da Cúpula dos Povos, promoveu painéis temáticos e reuniões em torno das questões de meio ambiente. Todas essas iniciativas levaram aos presentes a mensagem do compromisso dos cristãos evangélicos para com a criação. Tive a honra de participar de um dos painéis juntamente com o professor Ednaldo Michellon, da Universidade Estadual de Maringá; Claudio Oliver, coordenador da ONG Casa da Videira; e o professor Delambre de Oliveira, da Faculdade Batista do Rio de Janeiro.
 
Em Gênesis 1.26 consta a criação do homem à imagem e semelhança de Deus. Conforme René Padilla chama atenção (em artigo no site www.ultimato.com.br), a mordomia de toda a terra foi entregue a seres que têm imagem e semelhança com Deus. Que essa semelhança não seja apenas antropomórfica, mas também de princípios, de valores, de visão e dos imprescindíveis frutos gerados pela ação.
 
• Marina Silva é professora de história e ex-senadora pelo PV-AC.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.