Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Especial — --

Todos comeram e ficaram satisfeitos

Embora condene a gula, a Bíblia gasta muito mais tempo com notáveis providências alimentares. Os exemplos que chamam mais atenção são: a provisão do maná diário em quantidade farta durante os 40 anos de caminhada dos israelitas entre o Egito e a terra prometida -- que “mana leite e mel”; a refeição (pão e carne) que era levada para o profeta Elias duas vezes por dia quando estava escondido de Jezabel numa caverna; as duas multiplicações de pães e peixes que Jesus realizou em benefício de grandes multidões -- “todos comeram e ficaram satisfeitos”; e a refeição (churrasco de peixe e pão) que Jesus mesmo preparou e ofereceu aos discípulos em uma praia do mar da Galileia, depois de uma noite de pescaria sem sucesso (Jo 21.1-14).

Deve-se trazer ainda à memória o registro de que, logo após os 40 dias de jejum e tentação, os “anjos vieram a Jesus e o serviram” (Mt 4.11).

Certamente, eles prepararam um banquete para Jesus, como o Bom Pastor fez para o salmista (Sl 23.5); e o pai da parábola, para o filho que retornou ao lar, quando estava morrendo de fome (Lc 15.17, 23). Todavia, o caso mais impressionante é a recomendação que Jesus fez a Jairo e a sua esposa para que providenciassem uma refeição para a filha de 12 anos que ele acabara de ressuscitar (Lc 8.55)!

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.