Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — Notícias

Pesquisa revela o que pensam os líderes evangélicos de 166 países
O Fórum sobre Religião e Vida Pública Pew Research Center -- um instituto de pesquisas norte-americano -- conduziu uma extensa pesquisa de opinião com 2.196 líderes evangélicos de 166 países durante o Congresso Lausanne 3, em outubro de 2010, na Cidade do Cabo, África do Sul. Os resultados foram divulgados em julho deste ano e ganharam repercussão em agências internacionais de notícias como Reuters e CNN. No Brasil, a revista Época dedicou um espaço com texto e gráficos para o que chamou de “credo dos evangélicos”.

A pesquisa mostrou que, no geral, a opinião dos líderes é conservadora no que diz respeito às crenças fundamentais. Dos entrevistados, 96% acreditam que o Cristianismo é a única e verdadeira fé que conduz à vida eterna. Quase todos (98%) afirmam que a Bíblia é a Palavra de Deus. No entanto, há divergências entre aqueles que dizem que a Bíblia deve ser lida literalmente (50%) e aqueles que não pensam assim (48%).

Os entrevistados também possuem visões tradicionais sobre questões familiares e sociais. Por exemplo, mais de nove em cada dez dizem que o aborto é geralmente errado (45%) ou sempre errado (51%). Cerca de oito em cada dez pensam que a sociedade deve desencorajar a homossexualidade (84%) e que os homens devem servir como líderes espirituais no casamento e na família (79%). Com relação à homossexualidade, os líderes da América do Sul e Central se dizem mais liberais: 51% aceitam a prática, enquanto que 87% dos líderes norte-americanos a desencorajam.

Outro dado interessante está relacionado às experiências religiosas: 76% afirmam já ter experimentado ou testemunhado alguma cura divina, enquanto que 57% dizem já ter praticado ou testemunhado o exorcismo.

Os líderes das regiões mais pobres (como América Latina, África e Oriente Médio) são mais otimistas (71%) quanto ao futuro do Cristianismo nos próximos cinco anos do que os das regiões mais ricas (44%), como Estados Unidos e Europa. Em termos de evangelização, os “sem-religião” (73%) são vistos com mais prioridade do que os muçulmanos (59%).

Ministérios com famílias fundam aliança
Ministérios e organizações evangélicas que trabalham com ênfase na família se reuniram no dia 12 de julho em São Paulo e aprovaram a formação de uma aliança que tem como objetivo principal estimular a formação e o fortalecimento de trabalhos voltados para casais e famílias dentro das igrejas locais. Outra meta, mais imediata, é a realização de um congresso nacional em outubro de 2012.

Pelo menos 19 ministérios estão sendo convidados para integrar a aliança. As pessoas do grupo poderão se envolver de três maneiras: como membros, apoiadores ou parceiros. “Esta aliança funcionará como uma espécie de confraria, sem personalidade jurídica nem muita burocracia, reunindo anualmente”-- disse o psicólogo Carlos “Catito” Grzybowski, do EIRENE do Brasil. Outras organizações presentes na reunião de fundação da aliança foram: Ministério Oikos, Ministério Fortalecendo Famílias e Ministério Lar Cristão.

O nome oficial da confraria será Aliança de Organizações Cristãs Pró-Família ou Aliança Pró-Família (APF). A próxima reunião da APF será no dia 20 de setembro.

Antropólogos cristãos disponibilizam conteúdo virtual
O Instituto Antropos -- fundado por missiólogos e antropólogos cristãos, entre eles o missionário Ronaldo Lidório -- criou um espaço virtual para disponibilização de vasto material de estudo (livros, e-books, cursos, palestras em áudio e vídeo). Além do conteúdo à venda (a renda é destinada ao sustento do Instituto), há um bom acervo gratuito.

Segundo Lidório, “a intenção do instituto é prover um bom acervo para a pesquisa, edificação e capacitação missionária. Vários outros materiais estão sendo preparados e serão veiculados neste espaço nos próximos meses”. O foco do trabalho do Instituto Antropos é a pesquisa sociocultural e a missiologia aplicada.
O site do Instituto é http://instituto.antropos.com.br/lojavirtual/

Aliança Evangélica prepara fórum sobre unidade, identidade e missão
De 24 a 26 de novembro acontece o 1º Fórum da Aliança Cristã Evangélica Brasileira (ACEB), em Brasília, DF. O evento terá como tema “Unidade, Identidade, Missão”. A Aliança foi criada em 30 de novembro com o objetivo de buscar a unidade entre evangélicos brasileiros para o cumprimento da missão de Deus. “A Aliança vem tomando jeito e forma”-- diz Valdir Steuernagel, um dos líderes. “Estamos no processo de formar a membresia e gostaríamos de convidar as igrejas e instituições a se inscreverem como membros na mesma.”

A Aliança tem considerado em sua pauta a agenda do Movimento Lausanne para a Evangelização Mundial. Por isso, na ocasião do 1º Fórum será lançado em português o documento “Compromisso da Cidade do Cabo”, redigido a partir do Congresso Lausanne 3, realizado em outubro de 2010, na África do Sul. “Este documento está indicando muito a agenda do movimento para os próximos anos”, diz Steuernagel.

6º CBM vai reunir mais de mil pessoas
Até julho mais de mil pessoas já haviam feito suas inscrições para o 6º Congresso Brasileiro de Missões (CBM). O tradicional evento é o mais importante da igreja evangélica brasileira na área de missões e vai reunir missionários, pensadores e líderes evangélicos nacionais e internacionais para discutir e refletir sobre temas contemporâneos como: globalização, pós-modernidade, crise financeira global, crise ambiental, perseguição religiosa, povos não-alcançados e doenças mundiais, como a AIDS. Haverá preleções, oficinas, momentos de louvor e intercessão e relatos de experiências missionárias. O tema é “A Missão Transformadora para a Realidade Mundial”.

A expectativa da coordenação é ter, pelo menos, 1.200 participantes e 80 estandes de agências missionárias e editoras evangélicas. As inscrições vão até 2 de outubro.
O 6º CBM vai acontecer de 10 a 14 de outubro, em Caldas Novas, GO, e é realizado pela Associação de Missões Transculturais Brasileiras e pela Associação dos Professores de Missões do Brasil, com apoio da Comissão de Missões da Aliança Evangélica Mundial e do Comibam Internacional.

Estudo indica que somos naturalmente religiosos
O projeto Cognição, Religião e Teologia (CRT) da Universidade de Oxford, financiado pela Fundação John Templeton, traz interessantes conclusões sobre a hipótese de a religião ser inerente ao ser humano. O estudo, extenso e complexo, foi iniciado em 2007 e durou 3 anos. Ele nos oferece evidências mais claras de que:

- Crianças e adultos (mesmo aqueles com educação científica avançada) têm a tendência de ver o mundo natural como tendo função e propósito.
- Na primeira infância, temos a tendência natural de atribuir super propriedades a outros humanos e deuses, incluindo super conhecimento, super percepção e imortalidade.
- De fato, demora mais para a criança aprender sobre as limitações humanas do que sobre as super habilidades divinas. Crianças geralmente inventam amigos invisíveis e, em muitos casos, estes se parecem mais com Deus do que com amigos visíveis.
- A ideia de que alguma parte de nós (nossa mente, alma ou espírito) não precisa de um corpo físico, e que continua existindo após a morte, pode ser algo altamente intuitivo.
- Adolescentes e jovens podem achar mais fácil lembrar e usar ideias religiosas do que adultos.
- Crenças e práticas religiosas podem persistir em parte porque nos tornam mais cooperativos e generosos com os outros.

Para analisar os resultados desse estudo, doze filósofos de várias partes do mundo se reuniram em Oxford em intensivas conferências. Eles concordaram que a nova pesquisa demonstra que as tendências religiosas fazem parte das mais básicas formas do funcionamento da mente humana. No entanto, também afirmaram que o “ateísmo é uma resposta tão sofisticada a este fato quanto a teologia”. Diante de um processo crescente de secularização, uma conclusão dos estudiosos torna-se muito importante: “A religião não pode ser descartada apenas como a preocupação particular de alguns. Respostas religiosas para o mundo, certas ou erradas, são parte do que é ser humano”.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.