Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Cartas

Robinson Cavalcanti
Fiquei triste com a carta de Carlos Tarzia na Ultimato de maio/junho de 2007 (“Cartas”). Conheço Robinson Cavalcanti há mais de trinta anos e sei que não há soldado de Cristo mais firme do que ele em batalhar pela fé uma vez por todas confiada aos santos. O fato de ser chamado bispo e o de aceitar o título de Dom não impedem que ele seja um verdadeiro e humilde discípulo de Jesus. Na comunhão anglicana há uma minoria de liberais — alguns deles em posição de mando — que quer deixar a Bíblia de lado. Mas a grande maioria de anglicanos nos cinco continentes são crentes dos mais fervorosos. Tiro o chapéu para o bispo Robinson e outros que têm sofrido de uma maneira ou de outra por firmar pé contra oposição ferrenha.
Henry Bacon
Meaípe, ES

Robinson Cavalcanti e Ricardo Gondim expressaram muito bem seus pontos de vista a respeito do cristianismo raso com o qual hoje nos deparamos. Quem leva o cristianismo a sério sempre terá opiniões semelhantes às deles.
Iris Bernardo do Nascimento
Campina Grande, PB 

O mundo da fantasia
Parabéns pela entrevista com a psicóloga Gina Strozzi (maio/junho de 2007). Quero sugerir, como profissional em psicologia, sexualidade humana e como pastor, que a revista faça outra entrevista com a Gina, para ela dar umas orientações e dicas de como ajudar homens e mulheres, inclusive adolescentes, também no meio cristão, que estão sofrendo com fantasias (muitas vezes por meio da internet), Há até pastores estão pedindo ajuda para livrar-se das fantasias, que destroem mentes e corações daqueles que querem sinceramente seguir a Jesus Cristo. Isso tem sido boa parte da realidade observada no consultório e no gabinete pastoral.
Guilherme Falcão
Curitiba, PR 

Renovação
Sinto que a igreja está passando por uma fase de renovação e avivamento, no sentido de retorno às origens, e penso que Ultimato participa desse processo, pois edita idéias que incentivam a reflexão e a busca da verdade.
Débora Morais
Ibirité, MG

Ultimato nos abre os olhos para distúrbios eclesiásticos e teológicos. Já dizia Rick Warren: “Bem-aventurados os equilibrados, porque irão mais longe”. Vocês continuarão...
Nelson Lellis
Porciúncula, RJ 

Ofender não é uma atitude cristã
Assino Ultimato há muitos anos e jamais me arrependi. Fico entristecido quando me deparo com alguns comentários em tom de julgamento de leitores que não se identificam com alguns textos. Eles expressam sua revolta, esquecendo-se na maioria das vezes que o importante é a análise da obra no todo, e não em parte. No supermercado existe uma variedade e quantidade de alimentos que me deixam atordoados, pois muitos não me apetecem e nem todos que eu gosto, posso levar para minha dispensa. Por isso compro o que posso levar e consumir. É isso que a Bíblia chama de “reter o que é bom” (1 Ts 5.21). Criticar é importante, questionar também, mas julgar não compete a nós e ofender, então, é uma atitude não cristã. Ultimato sempre foi importante na minha formação pessoal e ministerial, tanto naquilo que eu concordo quando naquilo que eu discordo.
Pr.Dante Gabriel
Igreja Batista Unida
São Paulo, SP 

Aborto é crime
Quero tornar público meu repúdio e desprezo pela TV Record. Essa rede foi comprada à base de muitas campanhas feitas na igreja para ser um canal de bênção e quebrar o monopólio da rede Globo que, segundo se dizia na época, era do diabo. E eu pergunto: quem é do diabo agora? Quem veicula em horários familiares, cenas de strip-tease, novelas que contêm altas doses de sexo e violência e quem apela para a baixaria para se nivelar com a emissora concorrente e faz campanha praticamente pró-aborto? Ora, para nós, evangélicos, aborto é um ato criminoso. Entendo que os donos da Record se deixaram cegar e corromper pelo dinheiro e pelo poder que o dinheiro traz. Espero sinceramente que os culpados acordem enquanto ainda há tempo e revertam essa situação!
Leila Michele de Oliveira
São Paulo, SP 

Executivas solitárias
Excelente a pastoral Quando um irmão é surpreendido em pecado (maio/junho de 2007), com uma abordagem que eu nunca tinha visto antes. Muito bom também é o texto Executivas solitárias, de Rubem Amorese. No artigo sobre a venda do Alaska aos Estados Unidos há um erro de revisão: as águas costeiras deste Estado não são “psicosas”, como está escrito, mas “piscosas”, cheias de peixes... Hoje confiamos demais nos programas de computador com correção automática e muitos erros passam desapercebidos. 
Gervásio Gallo
Aracaju, SE 

Cristo acima de tudo!
A paróquia do Distrito de Maganja da Costa, da Igreja Evangélica Cristo em Moçambique, agradece o apoio de vocês e declara seu desejo de que as nossas boas relações sejam cada vez mais fecundas. Cristo acima de tudo!
Pr.Alfredo M. Duarte
Ile, Moçambique 

Padres casados
Considero a Ultimato um instrumento de Deus. Com o grupo de padres casados de Recife estou trabalhando na preparação do nosso Encontro Nacional aqui na capital de Pernambuco em janeiro de 2008.
Vicente T. Mourão
Recife, PE 

Evangélicos demais e crentes de menos
Gostei muito das reflexões de Uriel Heckert, Robinson Cavalcanti e Ricardo Gondim, publicadas na Ultimato de maio/junho de 2007. Tenho visto uma gama muito grande de pessoas que se dizem evangélicas mas não vivem o verdadeiro evangelho de Cristo. Deparo-me com “evangélicos” demais e com crentes de menos. Pessoas que se preocupam tanto com rituais, tradições e com suas campanhas disso e daquilo, que se esquecem de viver o cristianismo básico, verdadeiro e integral. A cada dia cresce o número de igrejas, mas não noto um crescimento igual na qualidade de vida cristã. Tenho saudade de um tempo que eu não vivi! Um tempo quando ser crente era ter compromisso e intimidade com Jesus, quando as músicas cristãs tinham conteúdo e qualidade, quando toda uma geração foi embalada e abençoada por vencedores por Cristo, Logus, Arautos do Rei e tantas outras. Foi um tempo que não vivi! Mas não desistirei de vivê-los, pois tenho certeza que existiram pastores, ovelhas e músicos dos quais “esse mundo não é digno” (Hb 11.38).
Florindo Fontana
São José dos Campos, SP 

Angola
Como sou angolana de coração (vivi lá de 1985 a 1995), não posso deixar de chamar a atenção da revista para um erro no artigo Angola — 2,5 milhões de dólares para localizar e destruir minas terrestres (Ultimato de maio/junho de 2007). O texto diz que a guerra acabou em 1992, há 15 anos. Pelo contrário, em 1992 e 1993 creio que foi a fase mais violenta da guerra civil, logo após as primeiras eleições. Apesar de várias tentativas para alcançar a paz, essa veio efetivamente só em 2002, logo após a morte de dr. Savimbi, o líder da UNITA. Portanto, a paz em Angola é muito recente. Aconteceu há apenas cinco anos.
Antonia Leonora van der Meer (Tonica)
Viçosa, MG 

A terra está cheia de violência
Acredito que, mesmo em meio às explosões dos canhões e ao zunido das balas de hoje, ainda há esperança de um amanhã mais resplandecente.
Silvio F. Santana
São Paulo, SP 

História de Ultimato
Gostaria de conhecer a história de Ultimato: quem foi o fundador, se está ligada a alguma denominação etc.
Dione de Almeida

Ultimato foi concebida em São Paulo em 1966, mas nasceu em Barbacena, MG, em janeiro de 1968. Depois de passar por Porto Alegre, RS, (1969) e Campinas, SP, (1970), fixou-se definitivamente em Viçosa, MG, (desde 1971). O fundador foi um pastor presbiteriano de 38 anos, nascido em Campos, RJ, casado, cinco filhas, então missionário no Estado de Minas Gerais. Ele ainda é diretor e redator da revista. Desde o primeiro número, Ultimato é órgão de imprensa evangélico sem cor denominacional. Seus colaboradores são membros de várias denominações evangélicas brasileiras. Por ocasião do 40º aniversário, em janeiro de 2008, apresentaremos uma história mais detalhada.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.