Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Fórum Jovem de Missão Integral

Uma nova geração em um “mundo em descontrole”

C. S. Lewis afirmava que a humanidade só consegue caminhar para frente quando uma geração compreende a geração imediatamente anterior. Ao pensar sobre a teologia da missão integral percebemos que o conceito, criado há quase quarenta anos, exerce influência direta sobre a fé e a prática dos atuais jovens comprometidos com o evangelho. Questiona-se, no entanto, se essa influência representa uma real compreensão do conceito ou apenas uma reprodução amorfa.
O desejo de compreender e prosseguir a caminhada iniciada em Lausanne nos leva, inevitavelmente, às questões políticas. Contudo, precisamos ir além da política eleitoral. Somos desafiados a refletir sobre a política exercida no Poder Judiciário, em escolas e universidades, em corporações e empresas, na mídia e, sobretudo, no dia-a-dia do cidadão comum.

Como boa parte dos textos sobre missão integral foram escritos no contexto da Guerra Fria, seus embates ideológicos eram evidentes. Hoje, não se trata mais de opor um comunismo despótico a um capitalismo ditatorial; trata-se de opor um “novo socialismo”, ou uma social democracia, ao neoliberalismo e a um governo de empresas multinacionais. A globalização gerou uma crise nas estruturas culturais, políticas e sociais. Vivemos, nas palavras de Anthony Giddens, em um “mundo em descontrole”, no qual o sistema político comum — com partidos, fronteiras estatais e sentimento nacional — já não faz sentido.

A reflexão passa também pelo que permanece inalterado. Pobreza, miséria e desigualdades entre os povos continuam presentes — e cada vez maiores. Apesar das mudanças políticas, a promessa de Jesus se cumpre a cada dia e os pobres continuam entre nós. A missão da Igreja, portanto, continua a mesma. Com uma diferença: nossa responsabilidade aumenta proporcionalmente à pobreza.

Nosso desafio é compreender e resgatar a missão integral integrando nossa fé à política e suas novas configurações. É transformar política, economia e sociedade a partir dos conceitos bíblicos. Precisamos reviver o espírito de Lausanne em nossa cidade. E como podemos fazer isso? Mantemos a esperança de que o engajamento da Igreja de Jesus Cristo na defesa de direitos, movida pelo Espírito Santo, produza o que todas as gerações aspiram: justiça.

A seguir, o recado de Ariovaldo Ramos:
De todas as iniciativas que surgiram no congresso, a que mais me causou espécie foi a reação dos jovens que, em grande número, compareceram, entenderam a proposta e a adotaram como bandeira. Uma idéia só triunfa se tiver seguidores capazes de compreendê-la, incorporá-la, aprimorá-la e praticá-la. Por isso, para mim, que desde o início venho trabalhando a partir dessa pregação, tentando contribuir com a reflexão sobre a mesma, de modo a conduzi-la do status de “resposta a partir da realidade e da consciência do reino”, como sublima Ziel Machado, para a posição de “teologia”, com pressupostos e proposições para a vida da igreja, a formação dessa jovem brigada é o que melhor poderíamos ter desejado como resultado do CBE 2. Vamos em frente!


Grupo Diretor FJMI
E-mail: fjmi2007@gmail.com
Site: www.forumjovemdemissaointegral.org
Telefone: 41 3252-2840

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.