Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — No ventre da dor

O pastor e a ovelhinha

Uriel Heckert

Novembro de 1981. Eu estava no Rio de Janeiro com Sonia, minha esposa, e André, nosso segundo filho, então com 2 anos e meio. O momento era tenso e a espera, dolorosa: à tarde, teríamos os resultados dos exames médicos a que ele se submetera na véspera. A expectativa não era em nada favorável.

Hospedados ali perto, fomos à Igreja Presbiteriana de Copacabana. Lá encontramos movimento intenso: secretárias em ocupação constante, senhoras alegres numa oficina de trabalhos manuais, jovens circulando pelos corredores, outros reunidos numa sala... O ensaio de uma banda enchia de sons o ambiente. O pastor logo apareceu, saindo de uma reunião e, sem maiores formalidades, nos conduziu ao seu gabinete. Assim conhecemos Nehemias Marien.

A sala era sóbria, cheia de livros, sem ostentação. Expostas sobre a mesa estavam diversas fotos de família e pelo menos dois símbolos do Flamengo. O André já se sentiu identificado.

Após ouvir-nos em nossa angústia, sempre mostrando-se acolhedor e compreensivo, o pastor abriu a Bíblia e leu com voz pausada e bem postada: “Eu, o Senhor, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo.” (Is 41.13). Em breve comentário, enfatizou o caráter pessoal de Deus, aquele a quem conhecemos e por quem somos conhecidos; a disposição divina de ser o nosso arrimo, tomando-nos pela mão; a certeza de que teríamos a ajuda do Senhor em toda situação.

A seguir, tomou carinhosamente o André, assentou-o em sua perna e orou por ele e com ele. Não me lembro das palavras que usou, mas vem-me sempre à mente a cena de Jesus tomando consigo os pequeninos.

Voltamos a ele por umas duas vezes, afora os cumprimentos à porta do templo nas ocasiões em que lá estivemos. A última vez que nos vimos foi no final de 1985, quando o André estava internado no Pronto-Socorro Infantil em Ipanema. Era noite quando ele chegou de surpresa. Mais uma vez, deu atenção especial ao André, conversou com ele e orou: junto ao leito, com a mão sobre sua cabecinha, pediu a Deus em palavras acessíveis, que o curasse, aliviasse, confortasse, em nome de Jesus. 

Menino crente que era, o André repetidas vezes pediu-me em seus momentos de aflição: “Pai, faz oração!”. E eu repeti compungido, nos poucos meses que ainda tivemos juntos, os mesmos gestos e palavras, enquanto ele, de olhinhos fechados e confiante, dizia amém.

Nehemias Marien partiu em 20 de janeiro de 2007. Alguém disse que lá, na presença de Deus, ele está resguardado. Sem as luzes dos holofotes, longe das pressões da mídia, sem riscos de se deixar seduzir pelo “politicamente correto”, de ser contaminado pelo “espírito deste século”, ficará à vontade para ser em plenitude. Poderá até receber censura pelos excessos teológicos que cometeu nos últimos anos, mas será perdoado e aceito por Aquele que deu a vida por ele e por cada um de nós.

Se assim for, André já o localizou e juntos estão comemorando a vitória da vida eterna. Nem os insucessos do Flamengo os atingirão.


Uriel Heckert, psiquiatra, é professor aposentado da Universidade Federal de Juiz de Fora e um dos fundadores do Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.