Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — Nomes

Denise dá um passeio pelo mundo e volta para Cristo
Por que Denise, aos 26 anos de idade, foi parar na famosa penitenciária Talavera Bruce, em Bangu, no Rio de Janeiro, mesmo tendo aceitado o evangelho na adolescência e participado de um grupo de jovens em sua igreja? 

Como tantos outros jovens, Denise deixou-se levar pela sedução do mundo e afastou-se da igreja logo depois de batizada. Então “aproximou-se da noite”, como ela mesma diz, e começou a conhecer e experimentar os complicados caminhos das trevas. Um dia, apareceu grávida em casa e o pai não a aceitou como filha. Ela foi morar com o namorado, mas não deu certo. Apaixonou-se por outro rapaz e foi viver com ele. De repente, o moço desapareceu. Mais tarde, Denise ficou sabendo que ele estava preso e começou a visitá-lo. As visitas íntimas renderam-lhes três filhas. Quando o companheiro saiu do cárcere, os dois meteram-se em muitas encrencas. Denise participou de um assalto à mão armada, pelo que foi condenada a sete anos e três meses de prisão. 

Todavia, foi no Talavera Bruce que Denise voltou para o evangelho: “Cheguei à conclusão de que nada vale a pena sem Jesus. Aqui tive um encontro verdadeiro com o Senhor e hoje posso dizer que Jesus vive em mim. Antes, eu estava livre das grades, mas presa ao pecado; agora estou livre do engano do pecado, mas atrás das grades. Sou uma liberta para honra e glória de Deus e uma levita para adorá-lo. Desejo agora que, pelo meu testemunho e minhas orações, muitas almas se convertam, inclusive minha família, pois minha vontade é que toda a minha casa sirva ao Senhor”. 

Depois de cumprir um terço (dois anos e meio) de sua pena na Penitenciária de Bangu, Denise Oliveira da Cruz deverá comemorar seu 29º aniversário, no dia 20 de março de 2007, em casa, duplamente livre! 


Abdoral completa 86 anos e ainda espera a volta do Senhor
Há mais de meio século o missionário britânico Mirddin Thomas abriu a última página da Bíblia e leu pausadamente em mau português a promessa de Jesus Cristo contida no último capítulo do último livro das Escrituras Sagradas: “Eis que venho em breve!” (Ap 22.12). Ele era o pregador daquela noite, durante a convenção anual da Aliança das Igrejas Evangélicas do Norte do Brasil, realizada em Barra do Corda, MA, em 1941. Depois de discorrer sobre a proximidade da volta de Jesus em poder e muita glória, o pastor Thomas perguntou aos jovens presentes: “E vocês, o que têm feito do tempo e das oportunidades que tiveram até aqui? Por que não dedicam suas vidas para o serviço de Deus?”. 

Um rapaz de 20 anos, que tinha acabado de ganhar seu primeiro salário e planejava mudar-se para Belém do Pará em busca de aventuras e melhores oportunidades, ficou perturbado com o “cedo venho” de Jesus Cristo. No último dia da convenção, Abdoral se rendeu ao apelo e tornou público seu desejo de anunciar o evangelho. Passados mais de 60 anos, Jesus ainda não voltou e Abdoral ainda não foi ao seu encontro. 

Em março de 2007, o “nordestino de índole e tradição” Abdoral completa 86 anos. Ele e a esposa, Lídia (seis meses mais velha), moram em São Luís do Maranhão e têm seis filhos (um deles é ministro de Minas e Energia), quatro filhas (uma delas é casada com Valdir Steuernagel, colaborador de Ultimato), 26 netos e três bisnetos. 

Abdoral Fernandes da Silva, nascido em São Domingos do Zé Feio, hoje São Domingos do Maranhão, é um dos mais conhecidos líderes evangélicos do Nordeste, não só por causa do seu ministério bem-sucedido, mas especialmente por ter sido o homem-ponte entre a Missão Cristã Evangélica do Brasil e a Aliança das Igrejas Cristãs Evangélicas do Norte do Brasil, que dela resultou. (Os pais de Abdoral converteram-se no interior do Maranhão graças ao trabalho do missionário canadense Perrin Smith, morto em 1955, avô do engenheiro Perrin Smith Neto, professor da PUC-MG e quartanista do Seminário Presbiteriano de Belo Horizonte.). 


Raimunda caminha pelo vale das lágrimas rumo a Sião com a cabeça erguida
A amazonense Raimunda é uma mulher corajosa. Teve coragem de enfrentar a sociedade de sua época e casar-se com o padre holandês Petrus Jacobus Schaeken, de 43 anos. Teve coragem de lutar contra um câncer que provocou a retirada do útero, ovários, trompas e um dos rins. Está tendo coragem para cuidar do marido, com a Doença de Alzheimer há cinco anos. E teve coragem de lançar em agosto de 2006, no dia do 80º aniversário de Petrus, o livro Enfrentando com Fé a Doença de Alzheimer, sobre como lidar com a doença e com seu portador. 

O casal tem três filhos e sete netos. Quando Petrus decidiu construir família (janeiro de 1968), enviou seu pedido de dispensa do celibato ao Papa Paulo VI. Um ano depois (janeiro de 1969) casou-se no civil. Teve de esperar mais um ano para conseguir dispensa e então casar-se no religioso. 

O modo como Raimunda Gil Schaeken enfrenta as intempéries da vida e o sofrimento faz lembrar o Salmo 84: “Felizes são aqueles que de ti recebem forças e que desejam andar pelas estradas que levam ao monte Sião! Quando eles passam pelo Vale das Lágrimas, ele fica cheio de fontes de águas e as primeiras chuvas o cobrem de bênçãos. Enquanto vão indo, a força deles vai aumentando; eles verão o Deus dos deuses em Sião” (Sl 84.5-7, NTLH). 

(O livro Enfrentando com Fé a Doença de Alzheimer tem 100 páginas, custa 15 reais e pode ser adquirido com a autora — Rua Damasco, nº 7, Qd 23, Conjunto Campos Elísios, CEP: 69045-070, Manaus, AM. O endereço eletrônico é rgilschaeken@vivax.com.br

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.