Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias — Intrigantes

"O Nilo é meu"
Na época do profeta Ezequiel (cerca de 593 a.C.), Neco II, faraó do Egito, declarou ousadamente: “O Nilo é meu; eu o fiz para mim mesmo” (Ez 29.3). Ele se referia ao segundo maior rio do mundo (6.700 quilômetros), que nasce no sul da África e atravessa todo o continente até desaguar no mar Mediterrâneo. Curiosamente, dois milênios e meio depois, a Inglaterra, embora não tenha repetido a mesma frase descabida de Neco, agiu como se o rio fosse dela. Nessa ocasião, a nação mais poderosa do mundo planejou interferir militarmente no curso do rio Nilo para sabotar o presidente egípcio Gamal Abdel Nasser, então com a idade de 38 anos. A Inglaterra pretendia prejudicar a economia do Egito atingindo as plantações de arroz e algodão. Em outubro de 2006 fez 50 anos que a intervenção anglo-francesa fracassou e o Egito nacionalizou o canal de Suez (1956). 

É também curioso o que aconteceu com o Egito na época do faraó Neco e o que aconteceu com o Império Britânico nas décadas de 50 e 60. O Egito tornou-se “um deserto arrasado desde Migdol até Sevene, chegando até a fronteira com a Etiópia” (Ez 29.9-12). A Grã-Bretanha, que já tinha perdido o controle sobre Austrália, Canadá, Nova Zelândia, África do Sul e outros territórios, perdeu também Chipre, Gana, Malásia, Malta, Nigéria, Quênia, Sudão, Trinidad e Tobago, Uganda e, por último, a Rodésia. 


Católico brasileiro contribui muito pouco para evangelizar o Brasil e o mundo
Por ocasião do lançamento do 8ª Campanha Nacional para Evangelização, no Santuário Nacional de Aparecida, dia 26 de novembro de 2006, Dom Odilo Pedro Scherer, secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, revelou, entre outras coisas, o seguinte: 1) O dízimo não é a única forma de contribuir para a sustentação da Igreja; 2) As contribuições extradízimo (coletas) são uma forma de comunhão de bens que vem dos tempos apostólicos; 3) Ainda hoje muitas dioceses e a própria CNBB dependem muito das ajudas dos católicos alemães, italianos, austríacos, espanhóis, americanos e outros; 4) Essas ajudas, porém, estão diminuindo, especialmente porque existem no mundo outras áreas mais necessitadas que o Brasil; 5) A Campanha de 2005 recolheu aproximadamente 6 milhões de reais, o que é muito pouco (menos de cinco centavos per capita); 6) Se cada católico brasileiro ofertasse pelo menos um real um vez por ano por ocasião da Campanha de Evangelização, o resultado seria quase 22 vezes maior (de seis milhões para 130 milhões); 7) Ser cristão é ser discípulo e missionário de Jesus Cristo; 8) A boa nova do amor misericordioso de Deus que veio ao mundo através de Jesus Cristo precisa ser anunciado ao mundo, a fim de que todas as pessoas possam aproximar-se de Deus através de Jesus Cristo, “caminho, verdade e vida”, e encontrar nele vida plena. (Fonte: Encarte do Boletim Semanal da CNBB, 30/11/2006.)

A contribuição do protestante brasileiro para missões também deixa muito a desejar: a cada ano ele contribui com o equivalente a uma Coca-Cola. 


Muito grande, muito bonita e malcheirosa...
A titan arum, uma flor natural das florestas tropicais de Sumatra Ocidental, na Indonésia, chama a atenção pela beleza, pelo tamanho, por sua vida longa, por florescer apenas duas ou três vezes durante seus quarenta anos de vida e pela ausência de perfume. Ausência de perfume é um modo delicado de falar, porque essa flor fede, tem cheiro de peixe morto. Por essa razão, é também chamada de flor-cadáver. A titan arum é a maior flor do mundo e também a mais mal cheirosa. Quando está aberta, o mau cheiro é tão insuportável que as pessoas que ficam por perto precisam usar máscaras. Uma delas floresceu em meio de 2006 no Jardim Botânico da Universidade de Bonn, na Alemanha. Media 2,74 metros de altura. 

Há certas pessoas que são como a titan arum: chamam a atenção de todos pela altura, porte, beleza, mas são horríveis por dentro. É o caso de um dos filhos de Davi: “Em todo o Israel não havia homem tão elogiado por sua beleza como Absalão. Da cabeça aos pés não havia nele nenhum defeito” (2 Sm 14.25). Todavia, Absalão tinha um péssimo comportamento — assassinou um dos seus irmãos (Amnom), usurpou o trono do pai e ainda coabitou com as dez concubinas de Davi. 

Jesus disse: “Vocês são o sal da terra” e “Vocês são a luz do mundo” (Mt 5.13-16), e Paulo acrescentou: “Nós, os cristãos somos o inconfundível aroma de Cristo tanto para os que se salvam, como para os que se perdem” (2 Co 3.15, na versão de J. B. Phillips). Os responsáveis pela formação de uma megaigreja precisam se lembrar da titan arum: a tentação do tamanho não deve beneficiar “o inconfundível aroma de Cristo” na pessoa de cada crente!

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.