Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Novos acordes

Carlinhos Veiga
cveiga@terra.com.br

Tanta coisa boa – Caminho Produções
A Caminho acertou em cheio com esse CD para a criançada. Há tempo que não se ouvia um trabalho assim. Não há nada de tão especial nele. Na verdade é bem simples, como são as crianças: despojadas e diretas. Mas é aí que está a virtude. Músicas alegres, cheias de brincadeiras que fazem a alma da meninada pular: “Ando, ando, ando”, “Tanta coisa boa”, “Jesus, eu sei”. Discipulado ensinado na linguagem certa. Em várias canções vê-se a valorização dos ritmos nacionais, o que é digno de nota num trabalho para esse público. A produção executiva é de Cláudio Oliver e a produção musical é de Dago Schelin, que também compôs todas as canções e ainda canta e toca os violões. Ao final o ouvinte ainda é presenteado com o playback das canções para a criançada se divertir pra valer. Pedidos pelos sites <www.igrejadocaminho.com.br> ou <www.vpc.com.br>.

Foi embora – Acesso
Esse é o primeiro CD do grupo Acesso, de Criciúma, SC. Conforme eles mesmos conceituam, uma banda de rock com influências britânicas, de canções com “arranjos complexos e refrões grudulentos”. A banda surgiu enquanto os irmãos Renato e Eduardo enrolavam brigadeiros para uma festa de aniversário, em pleno movimento musical de 97. O que marca a Acesso é a mescla entre o estilo (rock’n roll) e a atitude (adoração), fugindo dos clichês da previsível música cristã. Reafirmam a fórmula convencional: guitarras, baixo e bateria. Só em duas faixas incorporam o piano. A gravação foi feita com cuidado, explorando os recursos de forma bem dosada. Letras inteligentes e bíblicas marcam o trabalho. Destaque para as canções “Foi embora” e “O alvo”. Para conhecer o trabalho ou adquirir o CD, acesse <www.acessorock.com>.

Siripequi – Carlinhos Veiga e Rogério Pinheiro
Eles são amigos e companheiros de longas estradas e participaram juntos, por vários anos, do grupo musical Expresso Luz. Hoje, Carlinhos está em Brasília e Rogério, em Jacaraípe, ES. Apesar da distância, decidiram compor canções que contassem suas terras: o mangue e o cerrado, o siri e o pequi. Por isso Siripequi – entre mangues e cerrados. Um fazia a música, mandava via internet; o outro colocava a letra e devolvia pela rede. Poderíamos dizer que esse trabalho tem um quê de “regional pós-moderno”. Nas canções esbanjam poesia e harmonia, descrevendo as belezas regionais, numa concepção acústica. A produção musical é do Carlinhos e o design gráfico, do Rogério, com assessoria de Romero Fonseca. Pedidos pelo site <www.artistasnarede.com.br> ou pelo e-mail <rogerpin@gmail.com>.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.