Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Colunas — Arte e cultura

Mais fundamental que a beleza

Mark Carpenter 

Para mim, depois do Corcovado, a Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos, em São Paulo, é o maior ponto turístico do Brasil. Quando entro naquele espaço esplêndido, sinto-me instantaneamente revigorado. Encontro-me na companhia de leitores como eu, em busca de um novo insight ou ângulo de percepção. Vejo-me cercado por milhares de livros, CD's e DVD's expostos com precisão e senso de ordem sobre prateleiras sóbrias e convidativas.

Felizmente, a existência dessa livraria no Brasil não é anômala. Ela já não constitui um oásis excêntrico de ordem e dignidade num país caótico, como se fosse uma concessionária Rolls-Royce na favela da Rocinha. A Livraria Cultura apenas trata o leitor com a dignidade que ele merece, e assim se tornou referência nacional.

Pensando bem, não é a livraria em si que me revigora. O que me impressiona não é o design elegante, mas a pressuposição aparente em cada detalhe do estabelecimento. É visível a convicção de que o cliente é digno do melhor dos seus esforços. Um ambiente de civilidade às vezes antecede ou abre espaço à própria civilização.

Embora aplauda esse empreendimento civilizatório, como cristão não consigo sair da livraria sem sentir que, apesar da abundância, falta algo. Afinal, a proposta cristã para o mundo não é a mera coexistência pacífica. Responder ao chamado de Cristo implica abandonar os bons modos e fazer uma escolha ideológica. A Grande Comissão não desemboca na discussão de conceitos num Café Filosófico; ela não nos abre um leque de opções, mas apenas uma: a evangelização. E é justamente nesta altura que me lembro dos livreiros cristãos.

Não há nenhuma livraria cristã no Brasil que se assemelhe, ainda que remotamente, com a Livraria Cultura. Mas certamente há livreiros cristãos movidos por ideais nobres; livreiros que compreendem o seu papel na sociedade e na igreja. Os melhores cuidam bem de suas lojas, oferecem treinamento aos atendentes, administram seus negócios com seriedade, pagam impostos, registram seus funcionários e vendem tudo com nota fiscal. Consideram primordialmente os anseios e as necessidades reais dos seus leitores, e se estruturam para servi-los bem.

Os livreiros cristãos trabalham apenas com uma fração dos livros disponíveis no mercado geral. Muitos estocam apenas o que crêem ser de conteúdo apropriado para as igrejas, os seminários e os cristãos que levam sua fé a sério. Os mais dedicados trabalham com um senso de missão; os mais habilidosos conseguem unir missão e negócio num mix que não apenas encanta o cliente, mas também lhe aponta o caminho para Deus. Alguns sonham com um mercado que comporte uma estrutura comercial similar à das Livrarias Cultura, mas não estão dispostos a sacrificar suas convicções pessoais para ampliar o target.

Enquanto a Livraria Cultura e seus congêneres valorizam o ecletismo e a neutralidade na escolha da mercadoria que vão expor, os melhores livreiros cristãos conseguem enxergar o mundo literário pela ótica da cosmovisão cristã e procuram estocar suas prateleiras apenas com aquilo que é "agradável ao Senhor". O que para a livraria secular é nicho de mercado para o livreiro cristão é a razão para viver.

Mark Carpenter é diretor-presidente da Editora Mundo Cristão e mestre em letras modernas pela USP.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.