Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Exclusivo On-line — Ação mais do que social

Criando oportunidades

Klênia César Fassoni

Timothy Mulholland, reitor da Universidade de Brasília (UnB), declarou à revista Carta Capital de primeiro de março: “A campanha contra a reserva de vagas demonstra uma visão elitista da sociedade e da universidade. Precisamos garantir que as oportunidades de acesso sejam cada vez mais igualitárias”. O secretário executivo do MEC reforçou: “Os desiguais devem ser tratados desigualmente”; e a reportagem garante que alunos que ingressaram pelo sistema de cotas não têm apresentado desempenho inferior ao dos colegas mais favorecidos.

Antecipando-se ao sistema de cotas, cursinhos pré-vestibulares “populares” têm criado oportunidades reais de acesso aos “desiguais”. Durante o Missão 2006: Congresso Missionário Estudantil, promovido pela Aliança Bíblia Universitária do Brasil, em janeiro de 2006, foram relatadas as experiências do Curso Pré-vestibular Didaque, iniciado em 1997 por um grupo de abeuenses na Universidade Rural em Seropédica, RJ, hoje com 260 alunos; e as experiências do Instituto Coração de Estudante, relacionado à Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, CE, cujo primeiro projeto aconteceu em 1994.

Neste artigo, vamos falar deste último, que alcançou mais de seiscentos estudantes nas Escolas Populares Cooperativas (EPC's) localizadas em dez comunidades de quatro municípios do Estado do Ceará; mais de noventa universitários matriculados em vinte diferentes cursos na UFC; sete já graduados. Recentemente um destes defendeu o seu doutoramento em química e, atualmente, mais dois estão fazendo mestrado — em química e em educação. Todos esses estudantes de pós-graduação têm sua pesquisa com foco no desenvolvimento de suas comunidades. Dois agrônomos filhos de agricultores da região voltaram à terra para implantar um projeto de desenvolvimento local. Esse é o saldo após doze anos de trabalho!

Manoel Andrade Neto, professor de química da UFC, iniciador desse “empreendimento social”, fala do Instituto com emoção e entusiasmo contagiante. Ele nasceu no município de Pentecoste, morou em Fortaleza onde estudou e envolveu-se com a ABU e a igreja local, quando também aconteceu a sua “formação” como profissional cristão. Ele voltava a Pentecoste com freqüência e se afligia com a falta de oportunidades dos adolescentes e jovens.

Começou organizando campeonatos de futebol, depois desafiou alguns deles a levarem seus estudos a sério. Os encontros de estudo aconteciam nos finais de semana numa casa de farinha comunitária abandonada. Os estudantes (a primeira turma era de sete) concluíram o supletivo do ensino fundamental fazendo provas mensais em Fortaleza. Hospedavam-se na casa do professor. Dois anos depois, um deles fez o vestibular para a UFC e foi aprovado em primeiro lugar para pedagogia.

Oportunidade criada, oportunidade aproveitada
Desde a primeira experiência o método de aprendizagem se baseou na “mútua educação”: Aquele que sabe mais sobre um tema específico ajuda ao que sabe menos. Os estudantes, em seus diferentes níveis, são os gestores e executores dos projetos. O programa foi crescendo, se diversificando e conquistando apoio. Hoje conta com dez EPC's (Escolas Populares Cooperativas), que atuam em seis diferentes linhas: 

— Educação de jovens e adultos (escola itinerante que visa dar oportunidades para que estudantes fora da idade escolar possam se escolarizar);

— Revisão do ensino fundamental (por meio de formação de células de estudo e orientação de monitores educacionais); 

— Pré-vestibular cooperativo (grupos de educação mútua e encontros com estudantes universitários que já passaram pelo projeto); 

— Projeto de apoio ao estudante (oferecimento de melhores livros, moradia e alimentação gratuita na universidade, transporte para retornar à sua comunidade de origem aos finais de semana, participação em cursos de línguas, em eventos e congressos); 

— Projeto de Formação de Estudante Ativo (cursos gratuitos oferecidos nos finais de semana aos estudantes do ensino básico, com enfoque local, realizados pelos universitários das EPC's); 

— Incubadora de células educacionais (capacitação de estudantes de comunidades mais distantes para organizar uma EPC).

Vê-se a preocupação com a multiplicação das oportunidades. O professor Manoel esteve no Missão 2006 acompanhado de três universitários cristãos que chegaram à universidade por causa das oportunidades criadas pelo projeto. E que chegaram à Viçosa (local do evento) por causa da oportunidade criada por uma ONG evangélica que patrocinou três caravanas de estudantes vindas do Norte e do Nordeste.

Há muito mais para se saber sobre o projeto. Visite o site de RENAS (www.renas.org.br) e o do Instituto Coração de Estudante (www.prece.ufc.br). Esta iniciativa conta com o apoio de 15 organizações entre elas, a Igreja Presbiteriana Independente de Fortaleza, o Ministério da Educação, a Universidade Federal do Ceará, a Brazil Foundation. O Instituto foi reconhecido como um dos melhores projetos da América Latina e Caribe e participa da Ashoka Empreendedores Sociais. 


Leia também no site de RENAS:

— Vamos construir o Mapa Social da Ação Evangélica no Brasil

— A fé gera, de fato, caridade – um testemunho de um ateu a respeito dos cristãos:
“A única explicação possível é que a fé vem junto com um pacote de imperativos morais que, embora não condicionem a atitude de todos os crentes, influenciam um número suficiente para torná-los moralmente superiores a ateus como eu.”

— Atalhos, boletim eletrônico semanal da Renas. Solicite à rede@ultimato.com.br

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.